Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

27/04/2011 - 11:45

Usinas termoelétricas do sul do país poderão participar dos próximos leilões A-5


O Ministro de Minas e Energia, Édison Lobão, recebeu no final da tarde do dia 26 de abril (terça-feira), lideranças políticas e empresariais do setor do carvão mineral. A audiência foi marcada pelo deputado federal Afonso Hamm (PP-RS), que é vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Carvão Mineral. A principal solicitação do setor foi para inclusão das usinas termoelétricas a carvão mineral nacional nos próximos leilões de energia A-5, promovidos pelo Ministério de Minas e Energia.

Lobão sinalizou de forma positiva e demonstrou interesse de que o carvão mineral integre os leilões, o que será estudado pela equipe do Ministério. O ministro comentou sobre a potencialidade do país, em especial a região sul, na produção do carvão mineral, como pode verificar durante visita à Usina de Candiota.

Conforme Hamm, os projetos a carvão mineral nacional nos anos de 2009 e 2010 não tiveram oportunidade de participar dos leilões do tipo A-5 de venda de energia elétrica, o que penalizou a segurança energética da região Sul do Brasil. “A ideia é desenvolver o país na geração de energia através da utilização do carvão mineral, ressaltando a necessidade de efetivar políticas de desenvolvimento econômico e social”, enfatiza o parlamentar ao salientar que a matriz energética é estratégica.

O presidente da Frente Parlamentar, senador Delcídio Amaral, ressaltou que a inserção nos leilões será possível a expansão do parque gerador termelétrico a carvão mineral nacional, via projetos ambientalmente sustentáveis, que alavancarão o emprego e a renda das regiões reprimidas. “A geração termoelétrica é muito importante ao país é fundamental para garantir a segurança energética do país”, acrescenta ao salientar que é uma indústria forte que gera emprego e riquezas.

O presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, salientou que existem novos projetos já licenciados pelos organismos ambientais para usinas termoelétricas, que representam investimentos de cerca de R$ 13 bilhões, contabilizando 2,8 GW aptos a participar dos leilões. “Estamos solicitando a participação dos projetos nos próximos leilões e, que seja em condições isonômicas, quanto ao financiamento e ao tratamento fiscal”, enfatiza.

Na oportunidade, o deputado entregou ao ministro um documento da Associação das Câmaras de Vereadores da Região Carbonífera em Minas do Leão (ACVERC), elaborado no 1° Fórum da Região Carbonífera em Defesa do Carvão Mineral e Desenvolvimento Sustentável, realizado no dia 13 de abril. Também foi entregue uma nota técnica elaborada pelo Governo do Rio Grande do Sul, após a realização de audiência com lideranças do setor. O documento é dotado de informações sobre os principais investimentos no sul do país, potenciais, as reservas e apresentação dos motivos para que as usinas temoelétricas a carvão mineral.

A reunião contou com a presença dos representantes da Copelmi; MPX; o presidente da CRM, Elifas Simas; prefeito de Candiota, Luís Carlos Folador; prefeito de Minas do Leão, Miguel de Souza Almeida, que representou a ASMURC; presidente do Sindicato Mineiro, Oniro Camilo; vereadores da região carbonífera; deputados e senadores.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: