Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

29/03/2011 - 08:15

Porto de Santos tem crescimento no bimestre, aumento de 0,7%


Mesmo com o retardamento do escoamento de açúcar e soja, provocado por condição climática, Santos registra aumento nas operações até fevereiro.

A movimentação de cargas pelo Porto de Santos no primeiro bimestre do ano registrou ligeiro aumento de 0,7%, fortemente influenciado pela importação que alcançou alta de 20,9% e de 22,4% no mês.

As três cargas mais descarregadas em Santos, respectivamente, carvão, adubo e enxofre, somaram cerca de 1,5 milhão de toneladas, registrando incremento de 117% até fevereiro, contribuindo largamente para o aumento das cargas importadas, juntamente com as descargas de trigo que atingiram alta de quase 30%.

A forte redução nas operações de embarque de soja e açúcar no Porto de Santos foi preponderante para a queda de 2,2% na movimentação do mês de fevereiro. As cargas de exportação registraram queda de 10,3%, fortemente influenciadas pela redução de 25,6% nos embarques de açúcar (o produto de maior movimentação no Porto com 1.263.725 t) e de 43,1% do complexo soja.

Segundo relatório de análise do setor comercial da Codesp, a redução das operações de açúcar deveu-se, principalmente, à situação climática que comprometeu a produção pela demora na maturação da cana e que as chuvas de março e abril são decisivas para zerar as perdas. Quanto à soja, o relatório explica a queda pela demora no plantio em alguns estados do centro-oeste em função do retardamento no início das chuvas. Outro fator que influenciou as exportações foi o impacto da intensificação das chuvas em meados de fevereiro, que afetou a colheita, principalmente, em Mato Grosso do Sul.

O destaque das exportações foi o forte incremento proporcionado pelas operações de embarque de milho, despontando no bimestre como o segundo maior produto movimentado em Santos, com 757.482 toneladas e alta de 40,5%. Enquanto o Brasil dispuser de excedente haverá demanda, porque o maior produtor mundial, os Estados Unidos, não tem safra suficiente para elevar os estoques mundiais, aponta o relatório. Com a fraca movimentação das outras commodities, o milho teve caminho livre para os portos que tiveram forte demanda no período.

A operação de contêineres teve incremento de 22%, chegando a 432.795 teu no acumulado com 4,5 milhões de toneladas movimentadas. A exportação registrou crescimento de 21,4% e a importação de 21,6%, com 84% do total em movimentação de longo curso.

O bimestre registrou o total de 954 atracações, 58 a mais que em igual período do ano passado com média de 15.235 toneladas por navio, excluídos navios de cruzeiros e embarcações diversas.

No acumulado da balança comercial, Santos cresceu 26,89% atingindo o total de US$ 15,1 bilhões. As exportações responderam por US$ 7,3 bilhões desse total, com alta de 23,72%. As importações participaram com US$ 7,8 bilhões e crescimento de 27,86%.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: