Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/03/2011 - 11:06

Furnas celebra 54 anos de história

Empresa foi responsável por 20% do crescimento de geração recorde em 2010.

Furnas comemorou, no dia 28 de fevereiro (segunda-feira) , sua história de pioneirismo e excelência construída ao longo de 54 anos. Entre as conquistas alcançadas, a empresa celebrou a significativa contribuição para o crescimento recorde do sistema elétrico brasileiro em 2010. A empresa foi responsável pelo acréscimo de 1.205,85 MW à capacidade instalada da geração de energia no Brasil, o que representa quase 20% do total adicionado ao Sistema Interligado Nacional (SIN) no período, a maior contribuição já dada pela empresa em um ano. Relatório divulgado recentemente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostra que foram acrescidos 6.149,37 MW novos ao sistema, o maior crescimento dos últimos 12 anos.

A data comemorativa contou com um evento realizado na manhã desta segunda-feira, na sede da empresa, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Além dos funcionários, estavam presentes o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão; os presidentes da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, e da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro; além do diretor de Transmissão da Eletrobras, José Antônio Muniz, entre outros.

Ao abrir a cerimônia, o presidente de Furnas, Flavio Decat, enumerou os desafios da empresa pela frente. “Queremos participar ativamente do Plano Decenal Nacional de Expansão de Energia, com uma parcela compatível com o nosso tamanho e com as inovações tecnológicas que dispomos. Além disso, não podemos esquecer que Furnas é, principalmente, uma empresa geradora. Como nossa responsabilidade é garantir a segurança do sistema, precisamos acelerar ainda mais o processo de modernização do nosso parque gerador e transmissor”, indicou Decat.

O presidente também falou sobre a renovação das concessões dos empreendimentos de Furnas. “Esse é um desafio que nos preocupa muito, pois é fundamental que nossas concessões sejam renovadas. Se não forem, os recursos financeiros que deveriam ser destinados à expansão da oferta, serão destinados a assegurar esses empreendimentos. A não prorrogação acarretará uma perda de quase metade dos nossos investimentos. Será preciso moderação e sabedoria ao estabelecer o ônus para as empresa”, ressaltou.

Para o ministro Edison Lobão, a renovação das concessões é um problema sério que não afeta apenas Furnas, mas todas as empresas do setor elétrico brasileiro. “Não faremos nada que não esteja em linha com o interesse público e da nação brasileira”, disse.

Lobão lembrou ainda a importância de Furnas para o desenvolvimento do país. “São 54 anos de serviços à nação e de ação fecunda ao Sistema Elétrico Brasileiro. Cerca de 40% da energia gerada no país vem de Furnas. As estatísticas mostram que essa empresa cumpre bem o seu papel”, completou.

As bandeiras do Brasil, do Estado do Rio de Janeiro e de Furnas foram hasteadas simultaneamente nas 44 áreas regionais do país. No escritório central, participaram da cerimônia o funcionário mais antigo, com mais de 40 anos de Furnas, o mais novo concursado e uma mulher, representando a participação significativa do gênero no quadro funcional da empresa.

Furnas - Furnas possui um complexo de empreendimentos responsável por 10% da geração do país. São 15 usinas hidrelétricas, duas termelétricas, aproximadamente 20 mil km de linhas de transmissão e 50 subestações. De toda a energia consumida no Brasil, mais de 40% passam pelo Sistema Eletrobras Furnas.

A empresa garante o fornecimento de energia em uma área onde estão situados 51% dos domicílios brasileiros, que responde por 65% do PIB nacional e está presente em quatro das cinco regiões do Brasil (Sul, Sudeste, Norte e Centro-Oeste).

No momento, a empresa segue seu plano de expansão e está construindo três novas usinas hidrelétricas - Santo Antonio (RO), Simplício (RJ/MG) e Batalha (GO/MG) - 26 linhas de transmissão e 14 subestações, com recursos próprios e em parceria com a iniciativa privada, além de ter arrematado, recentemente, no leilão da Aneel, por meio do Consórcio Teles Pires Energia Eficiente, a UHE Teles Pires (MT/PA).

Todos estes empreendimentos geram milhares de postos de trabalho e levarão energia para mais 13 milhões de brasileiros, ampliando para 41 milhões o número de pessoas que recebem energia gerada por usinas com a marca Furnas. A capacidade instalada aumentará em cerca de 50%, de 11 mil MW para 16,5 mil MW.

Além da geração hidro e termelétrica, Furnas iniciou investimentos também em fontes alternativas de energia. No Leilão de Reserva realizado em 2009, a empresa, em parceria com outros grupos empresariais, comercializou a energia e obteve a autorização para construir os parques eólicos Miassaba III e Rei dos Ventos I e III. Esses empreendimentos estão localizados na região Nordeste do país. Ao todo, serão 147,6 MW de potência instalada, com 65,8 MW médios de energia assegurada.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: