Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

26/02/2011 - 10:47

MPX obtém licença ambiental para a Central Castilla

Maior empreendimento de geração elétrica licenciado atualmente no Chile terá capacidade instalada de 2.100 MW e exigirá um investimento de US$4,4 bilhões.

A Comisión de Evaluación Ambiental da Região do Atacama (CEA) aprovou na sessão do dia 25 de fevereiro (sexta-feira), a construção da Central Castilla, que está localizada a 80 quilômetros a sudeste de Copiapó, na propriedade Castilla. O empreendimento prevê um investimento de US$ 4,4 bilhões durante a fase de construção e irá fornecer 2.100 MW ao Sistema Interligado Central (SIC) chileno, de forma segura, eficiente e a preços competitivos. A planta deverá ser desenvolvida em etapas e estima-se que a construção de todas as unidades levaria mais de 15 anos. Durante a construção de cada unidade, serão gerados cerca de 1.800 empregos diretos e 5.000 empregos indiretos no auge das obras.

"A licença ambiental de Castilla é uma grande conquista para a MPX; resultado de muita dedicação e trabalho de nossa equipe. O Chile precisa de energia para crescer e a Central Castilla será, sem dúvida, um empreendimento estruturante para o país na próxima década. Ficamos ainda mais satisfeitos por poder também assistir no suprimento de água para a região localizada no Deserto do Atacama. A responsabilidade sócio-ambiental está em nosso DNA. Nossa meta é contribuir para o desenvolvimento da região, gerando empregos e utilizando as mais avançadas tecnologias de controle ambiental, além de preservar áreas prioritárias para o ecossistema do Atacama", afirmou Eduardo Karrer, Presidente da MPX.

A aprovação significa a entrada da Central Castilla como um novo gerador no setor de energia chileno, que claramente traz benefícios para o sistema do ponto de vista da escala e diversificação da oferta. A MPX Castilla adota os mais altos padrões de controle ambiental e os mais restritos limites de emissões contemplados nas novas normativas estabelecidas pelo governo chileno, que por sua vez equivalem às mais exigentes normas européias. O investimento orçado em equipamentos para controle ambiental é superior a US$ 1,0 bilhão para a totalidade do projeto, contemplando ainda a criação de duas áreas de proteção ambiental na região, que somam mais de 12 mil hectares.

O projeto inclui também uma planta dessalinizadora de água, independente da usina, com capacidade de produção de 740 litros por segundo. A possibilidade de suprimento conjunto de energia e água será um diferencial competitivo adicional para a MPX Castilla, dado que as mineradoras da região comumente enfrentam problemas para garantir o suprimento de água necessário às suas operações.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: