Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/02/2011 - 09:23

Rio 2016 inicia processo para cadastramento e seleção de locais de treinamento pré-jogos

Processo vai levar benefícios do evento para outras cidades do Brasil, que poderão receber Delegações Olímpicas e Paraolímpicas.

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Jogos Paraolímpicos Rio 2016 lançou no dia 17 de fevereiro (quinta-feira), um projeto que estenderá a experiência do maior evento multiesportivo do mundo a outras cidades do Brasil. O Processo para Cadastramento e Seleção de Locais de Treinamento Pré-Jogos vai identificar instalações esportivas em todo o país que atendam aos requisitos técnicos e recomendações das Federações Internacionais para que os Comitês Olímpicos e Paraolímpicos Nacionais possam trazer seus atletas para o país-sede antes dos Jogos, visando à concentração e o aperfeiçoamento do treinamento e sua aclimatação às condições locais.

Participaram do evento realizado na sede da Rio 2016 o Presidente do Comitê Organizador, Carlos Arthur Nuzman; o Diretor de Esportes do Comitê Rio 2016, Agberto Guimarães; o Presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons; o Presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Municípios (ABM), Waldenir Bragança; além do Superintendente Executivo de Esportes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Marcus Vinícius Freire, que falou sobre a importância da oferta de Locais de Treinamento Pré-Jogos para uma Delegação Nacional.

“O investimento para receber essas delegações é um investimento para o futuro. Na hora em que se faz um upgrade numa instalação também se qualificam os profissionais para usá-la depois e aí vem o legado para as cidades que se prepararem para receber as delegações, e também tem a questão financeira porque a instalação vai cobrar pelos serviços que prestar”, disse Marcus Vinícius.

Instituições esportivas municipais, estaduais e federais, instituições de ensino públicas e privadas, instituições militares, clubes esportivos particulares, empresas do ramo esportivo e outros que possuam instalações enquadradas nos requisitos técnicos poderão participar do processo. Os interessados podem se inscrever a partir desta quinta, 17/02, até o dia 5 de abril através do preenchimento online do formulário disponível no site oficial Rio 2016: www.rio2016.com/treinamentoprejogos.

O processo de cadastramento e seleção, dividido em várias fases (ver “Entenda o Processo”), culminará em janeiro do ano que vem com a assinatura do Termo de Compromisso pelas instalações esportivas que tenham cumprido as exigências do regulamento, e o posterior lançamento do Guia de Locais de Treinamento Pré-Jogos Rio 2016 durante os Jogos Olímpicos Londres 2012.

“Receber uma Delegação Olímpica ou Paraolímpica movimenta as cidades social e economicamente. Estas cidades podem passar a atuar como pólo de desenvolvimento esportivo em seu estado ou região e crescer como indústrias do esporte. É também uma oportunidade de divulgação e promoção nacional e internacional do potencial esportivo e turístico da cidade. Esse projeto é uma peça fundamental na disseminação dos benefícios e da experiência dos Jogos para todo o país”, disse Carlos Arthur Nuzman.

Agberto Guimarães ressaltou que o potencial esportivo de uma instalação pode ser muito maior do que até mesmo seus proprietários imaginam: “Um ginásio pode abrigar esportes de quadra como basquete, handebol, vôlei sentado, goalball, mas também judô olímpico e paraolímpico, taekwondo, halterofilismo, esgrima entre outros, desde que se adquiram os respectivos equipamentos esportivos. Da mesma maneira, uma cidade litorânea pode oferecer locais de treinamento para vôlei de praia, vela olímpica e paraolímpica, triatlo olímpico e paraolímpico e maratona aquática”.

O presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Municípios, Waldenir de Bragança, ressaltou que a oferta de locais de treinamento pré-Jogos vai integrar todo o Brasil.´"É uma oportunidade única de integração para todos os municípios do país. Os Jogos Olímpicos vão constituir influência fundamental no processo de desenvolvimento sócio-econômico-cultural de todo o Brasil", disse Bragança.

Uma Comissão Avaliadora multidisciplinar, formada por até 15 membros do Comitê Organizador Rio 2016, com apoio do COB, CPB e Ministério do Esporte, avaliará a adequação dos locais às exigências do regulamento. A oferta de Locais de Treinamento Pré-Jogos através da publicação do guia é uma das responsabilidades da Rio 2016 com o Comitê Olímpico Internacional e um serviço aos Comitê Olímpicos e Paraolímpicos Nacionais, que, então, podem entrar em contato com os locais indicados para firmar acordos de uso das instalações esportivas para programas de treinamento.

Entenda o processo de cadastramento e seleção de locais de treinamento pré-jogos.: Quem pode participar : Instituições esportivas municipais, estaduais e federais, instituições de ensino públicas e privadas, instituições militares, clubes esportivos particulares, empresas do ramo esportivo, entre outros, que possuam instalações que se enquadrem nos requisitos técnicos de participação.

Requisitos obrigatórios: Para participar, os interessados deverão atender obrigatoriamente aos seguintes requisitos detalhados no regulamento disponível em www.rio2016.com/treinamentoprejogos:

A. Transporte/localização-A instalação (Local de Treinamento Pré-Jogos) deverá estar a uma distância máxima de 150km, em estrada pavimentada, de um aeroporto regional atendido por voos regulares das empresas aéreas instaladas no país.

B. Meios de hospedagem-A instalação deverá estar a uma distância máxima de 30km, em estrada pavimentada, de meios de hospedagem qualificados para atendimento dos Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paraolímpicos Nacionais. A cidade deve oferecer meios de hospedagem classificados nas categorias 3, 4 ou 5 estrelas segundo o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem do Ministério do Turismo.

C. Infraestrutura de serviços médicos e de emergência-C1. A Instalação deverá oferecer serviço de UTI móvel com equipe paramédica disponível no local de treinamento para atendimento ao Comitê Olímpico Nacional/Comitê Paraolímpico Nacional durante todo o período de uso da mesma.

C2. O tempo de deslocamento da instalação até hospital(ais) que possua(m) os departamentos e serviços listados no regulamento do processo para cadastramento e seleção deve ser de no máximo 30 minutos. Será considerado o conjunto de hospitais, laboratórios, clínicas etc. que somados os departamentos e serviços atendam ao pré-requisito, desde que o tempo de deslocamento de cada um até a instalação não exceda 30 minutos.

Etapas do processo-17 de fevereiro a 05 de abril de 2011 – Os interessados poderão se inscrever através do preenchimento completo online do Formulário de Inscrição disponível no site oficial Rio 2016 www.rio2016.com/treinamentoprejogos.

17 de fevereiro a 5 de abril de 2011 – Pré-Seleção. Os interessados devem preencher o Formulário de Pré-Seleção online, comprovando o atendimento aos requisitos de participação, e enviar eletronicamente toda documentação exigida no regulamento

15 a 22 de abril de 2011 – No dia 15 de abril os participantes habilitados a passar a fase seguinte serão convidados a participar do Seminário de Orientação, a ser realizado no dia 5 de maio de 2011 na cidade do Rio de Janeiro. Os mesmos terão até o dia 22 de abril para confirmar sua presença e informar o nome do(s) representante(s).

5 de maio de 2011 – O Seminário de Orientação tem como objetivo principal orientar os responsáveis por potenciais Locais de Treinamento Pré-Jogos quanto às próximas fases do processo, direitos e deveres, oportunidades, etc. A presença de representante da instalação pré-selecionada é pré-requisito para participação nas fases subsequentes do processo.

5 a 13 de maio de 2011 – Os participantes do Seminário de Orientação deverão apresentar o Termo de Adesão, no qual os responsáveis pelos potenciais locais de treinamento aceitam e concordam com as condições do regulamento e confirmam sua intenção de continuar no processo. Anexo ao Termo de Adesão, o Termo de Cooperação deverá ser assinado pelo representante legal da instalação e pela autoridade pública municipal competente, já que o projeto depende também de um conjunto de serviços e infraestrutura inerentes ao município.

5 de maio a 1º de julho de 2011 – Preenchimento do Formulário Descritivo pelos candidatos. Este formulário conterá questionário referente à infraestrutura da instalação esportiva e da cidade, e servirá de suporte para eventuais visitas técnicas que se façam necessárias.

18 de julho a 21 de outubro de 2011 – Visitas técnicas aos candidatos a Locais de Treinamento Pré-Jogos Rio 2016. Caberá à Comissão Avaliadora o julgamento da necessidade ou não de realização de visita técnica e a determinação da data de cada visita.

25 de julho a 4 de novembro de 2011 – Elaboração e envio aos candidatos do Relatório de Inspeção contendo intervenções sugeridas.

16 de dezembro de 2011 – Prazo final para apresentação, pelos candidatos, de orçamento e cronograma iniciais para as obras de intervenção necessárias para adequação da instalação aos requerimentos das Federações Internacionais dos esportes para os quais oferecerá Locais de Treinamento Pré-Jogos, bem como todos os requerimentos contidos no regulamento.

13 de janeiro de 2012 – Divulgação da lista dos Locais de Treinamento Pré-Jogos que tenham cumprido as exigências do Regulamento.

16 a 27 de janeiro de 2012 – Prazo para envio do Termo de Compromisso assinado pelo responsável da instalação.

Julho de 2012 – Lançamento do Guia de Locais de Treinamento Pré-Jogos durante os Jogos Olímpicos Londres 2012 e distribuição aos Comitês Olímpicos e Paraolímpicos Nacionais.

Abril de 2013 a julho de 2015 – Acompanhamento das construções e reformas das instalações com necessidade de adaptações ou que precisem ser construídas. | www.rio2016.com.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira