Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/01/2011 - 11:00

Substituição das incandescentes, além de sustentável, é mais econômica em longo prazo

Atualmente, já existem modelos que substituem as lâmpadas tradicionais com mais economia para o consumidor final; a multinacional OSRAM tem opções para diversas necessidades e bolsos.

São Paulo– Em recente decreto do Governo Federal, as tradicionais lâmpadas incandescentes deverão ser retiradas do mercado até o dia 30 de junho de 2016. A medida segue uma tendência de países mais desenvolvidos, que já baniram este tipo de lâmpada a fim de economizar energia e preservar o meio ambiente. Mesmo parecendo uma medida que ataca diretamente o bolso do consumidor final, já que os novos tipos de lâmpadas exigem um investimento inicial maior, atualmente os modelos fluorescentes e de LEDs conseguem ser mais viáveis financeiramente com o passar do tempo.

Por exemplo, uma lâmpada incandescente OSRAM CLASSIC A de 60W custa, em média, R$ 1,50 e possui uma vida média de 1.000 horas. Já a lâmpada fluorescente OSRAM DULUXSTAR® de 15W, que substitui a incandescente de maneira equivalente, tem um preço de, aproximadamente, R$ 7,50, mas com vida mediana de 8.000 horas (oito vezes mais longa que a anterior). Isto significa que, mesmo tendo o custo inicial mais alto, a incandescente precisaria ser trocada 8 vezes, enquanto a mesma lâmpada fluorescente continuaria a operar. Assim, o custo da incandescente a longo prazo, considerando essas reposições, passa a ser de R$ 12,00, além do maior gasto com a conta de luz.

De acordo com Marcos Ellert, gerente de Marketing da OSRAM, o consumidor tem tudo para se adaptar a estes modelos. “Desde a crise energética ocorrida há 10 anos no Brasil, as fluorescentes compactas evoluíram tremendamente. A OSRAM, como pioneira nesta tecnlogia, sempre tem buscado a excelência em seus produtos através da qualidade e inovação. Hoje, já existem fluorescentes que imitam as incandescentes em tamanho, formato e tonalidade de cor, porém são mais sustentáveis e têm durabilidade muito maior”, afirma o especialista, que também acredita na força de outras opções. “Os produtos com tecnologia LED também conseguem superar o investimento feito no ato da compra em médio e longo prazo”.

Um modelo que se utiliza de tecnologia LED e possui o mesmo formato das incandescentes é a PARATHOM® CLASSIC A, disponível na mesma tonalidade de cor que as incandescentes e fluorescentes (amarela ou branca). Entre os modelos dessa família, há o que substitui uma incandescente de 40W consumindo apenas 8W, ou seja, cinco vezes menos. Isso faz com que o preço atual de, aproximadamente, R$ 85,00 seja recompensado por uma vida útil de 25.000 horas e uma economia de energia de 80%, ou seja, muito mais durabilidade e economia. Além disto pode ser instalada em qualquer soquete E27 (o mesmo das incandescentes), independentemente da tensão 127V ou 220V, uma vez que dispõe de mesma tecnologia usada nos demais produtos eletrônicos, operando em 100-240V.

Mesmo com sua eficiência já comprovada, os novos modelos de lâmpadas mais econômicas devem demorar um pouco para entrar na vida dos brasileiros. “É comum que no início o consumidor estranhe a mudança das lâmpadas, já que a grande maioria ainda utiliza as incandescentes. Porém, assim que o consumidor perceber e calcular a economia que irá fazer, que não está relacionada exclusivamente ao valor da compra do produto, mas também com os valores das contas de consumo de energia e de reposição das lâmpadas, ele optará por esta opção. Hoje, as pessoas estão com mais consciência da importância e do impacto da iluminação: o ponto de luz não é mais visto como um simples acessório, mas parte da vida de cada um. O consumidor está entendendo que pode tirar proveito desta economia no seu dia a dia também”, finaliza Ellert.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: