Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

21/12/2010 - 09:25

Helibras entrega os três primeiros EC725 às Forças Armadas


Aeronaves foram produzidas na França pela Eurocopter com acompanhamento de técnicos e militares brasileiros e serão fabricadas no Brasil a partir de 2012

A Helibras, subsidiária da Eurocopter, entregou no dia 20 de dezembro (segunda-feira), na Base Aérea de Brasília, os três primeiros helicópteros EC725 previstos no contrato firmado com o Ministério da Defesa para fornecimento de 50 unidades para as Forças Armadas, o que levará à produção, no Brasil, dessas aeronaves de asas rotativas.

As três primeiras unidades serão entregues com uma configuração básica, a qual será complementada posteriormente no Brasil. Os pilotos e técnicos da Helibras e da Eurocopter realizaram testes de voo de entrega, que foram seguidos por avaliações de aceitação realizadas por representantes das Forças Armadas brasileiras - cujo pessoal tem participado de cursos e treinamentos de formação desde maio, para operar e manter os EC725.

Os primeiros EC725 estão sendo produzidos pela Eurocopter na França e finalizados na Helibras, durante o período de construção das novas instalações da empresa, em Itajubá, previstas para estarem prontas no início de 2012. O cronograma de entregas estabelecido com as Forças Armadas vai obedecer a uma escala gradativa de nacionalização que chegará a um mínimo de 50% até 2016, prazo de entrega dos últimos helicópteros.

Para o presidente Eduardo Marson, “a Helibras está cumprindo o objetivo de capacitar os nossos profissionais, ao mesmo tempo em que avançam as obras físicas de expansão e vão sendo realizados os treinamentos e intercâmbios entre técnicos do Brasil e da França”. Um primeiro grupo de engenheiros e técnicos já realizou treinamentos na França neste semestre, depois de ter participado de uma etapa preliminar para familiarização com o equipamento realizada no Brasil.

O programa do EC725, que dobrará a capacidade instalada da empresa, assim como o número de colaboradores, tem um investimento previsto em R$ 420 milhões e vai permitir que a Helibras, subsidiária do grupo Eurocopter, produza e realize a manutenção de helicópteros de grande porte, transformando-se em uma importante unidade industrial da Eurocopter e do Grupo EADS na América do Sul.

Com as obras de expansão, a capacidade instalada da empresa será duplicada. De uma empresa de 300 funcionários e 14 mil metros de área construída antes do programa do EC725, a partir do final de 2011 a Helibras passará a ser uma empresa com mais de 600 empregados e uma área construída praticamente o dobro da atual. Incluindo não apenas as contratações relacionadas ao EC725, mas também para os demais programas de produção e manutenção civil e militar, a previsão é chegar a 1.000 funcionários em três anos.

A nova unidade fabril está sendo construída sob critérios de sustentabilidade (green building), contemplando utilização de materiais recicláveis no cabeamento e divisórias, estruturas modulares com baixo custo de manutenção, painéis solares, processos naturais de iluminação e circulação de ar, sistemas de recuperação de águas pluviais, etc.

Acompanhamento do GAC - Desde o início de outubro funciona nas dependências da Helibras, em Itajubá, o GAC – Grupo de Acompanhamento e Controle, responsável por representar o Exército, a Marinha e a Aeronáutica em todos os assuntos referentes às novas aeronaves EC725.

Composto inicialmente de sete oficiais das três armas sob a coordenação do Cel Eng Mário Márcio Ramos Teixeira, o GAC deverá contar, no auge da fabricação dos EC725 no Brasil, com 16 integrantes. O grupo deverá conferir os materiais recebidos da Eurocopter para a produção dos helicópteros no Brasil, acompanhar os trabalhos na linha de produção e o recebimento formal das aeronaves prontas, e todos os demais contatos necessários entre o fabricante e os clientes.

Os integrantes do GAC em Itajubá trabalham em regime integral nas instalações da Helibras, a exemplo dos integrantes de uma estrutura semelhante implantada pela Eurocopter, em Marignane, na França. “O acompanhamento de todas as fases de construção dos EC725 por militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica também foi uma contrapartida assumida com o Ministério da Defesa, garantindo a transferência e domínio de toda a tecnologia pelos brasileiros”, destaca Marson

Primeiros fornecedores brasileiros - Segundo o presidente da Helibras, “além de partes e peças que ao longo dos anos serão fornecidas por empresas brasileiras (dependendo de investimentos em pesquisas, desenvolvimento e capacitação por parte desses fornecedores), são muitos os técnicos e engenheiros brasileiros que estão sendo treinados on the job nos próprios EC725 em Marignane, o que significa ter contato com todos os detalhes e fases do processo de produção. Após esse período, esses técnicos vão trabalhar aqui no Brasil, executando todas as atividades sob supervisão de outros técnicos franceses, ou seja, continuando a ter contato com todos os dados, sistemas e métodos produtivos relacionados ao modelo”.

Os primeiros contratos com fornecedores brasileiros para suprimento de partes dos EC725 destinados às Forças Armadas foram firmados em outubro. As empresas contratadas foram a InbraAerospace, fabricante de peças em materiais compostos, e a Toyo Matic, que produz peças usinadas para a indústria aeronáutica.

A Inbra vai fornecer capôs e carenagens do cone de cauda, bem como a estrutura intermediária em material composto, tecnologia ainda não disponível no Brasil, a mesma empregada em outros helicópteros militares da Eurocopter como o Tiger e o NH90, que a empresa deverá desenvolver aqui no país. A Toyo fará a usinagem de uma peça complexa: o punho da cabeça do rotor principal com máquinas de 4 e 5 eixos.

As duas empresas farão parte do grupo de fornecedores do consórcio organizado para a produção do EC725, mas serão homologadas também para fornecer peças para outros produtos da Eurocopter e da Helibras.

Perfil- O modelo EC725 é a versão mais recente da família Super Puma/Cougar. O EC725 é um biturbina multi-missão de médio porte da categoria de 11 toneladas, equipado com rotor de cinco pás e tanque de combustível de grande capacidade, resultando em maior autonomia de voo. Foi concebido para desempenhar múltiplas missões, como SAR (busca e resgate) de combate, transporte tático de longa distância, transporte aeromédico, apoio logístico e missões navais.

A transferência de tecnologia permitirá que a Helibras tenha condições de fabricar o modelo EC225, versão civil do EC725 que vem sendo utilizada nos trabalhos de exploração de petróleo das camadas pré-sal na Bacia de Santos pelas empresas que atendem a Petrobras.

O EC725/EC225 transporta uma impressionante carga de combustível de 2.268 kg, garantindo um tempo de voo de cinco horas. Além dos novos motores Makila 2A1 com uma caixa de transmissão principal mais robusta e novo rotor principal de cinco pás, o EC725/225 possui um glass cockpit com seis grandes monitores multifuncionais.

Outra característica especial do EC725/225 é o piloto-automático (AFCS), o primeiro especificamente projetado para as características de voo de um helicóptero, em lugar dos modelos derivados de aeronaves de asas fixas. A precisão e a estabilidade do modelo já estão definindo novos padrões de segurança nas missões da Força Aérea Francesa, como de transporte de tropas e CSAR, bem como SAR civil. Como exemplo, o EC725/225 realiza automaticamente o voo pairado para operação de salvamento com guincho, sobre terra ou mar, com precisão incomparável e em condições impossíveis para outras aeronaves.

Perfil- A Helibras é a única fabricante brasileira de helicópteros. A empresa é associada ao Grupo Eurocopter, maior fornecedor mundial do setor, controlado pela EADS - European Aeronautic Defence and Space Company. Com participação superior a 50% na frota brasileira de helicópteros a turbina, a Helibras está em atividade no Brasil desde 1978 e mantém instalações em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Sua fábrica, que emprega mais de 400 profissionais e tem capacidade de produção de 36 aeronaves por ano, está localizada na cidade de Itajubá (MG), onde são produzidos diversos modelos que atendem aos segmentos civil, governamental e militar. Desde sua fundação, a Helibras já entregou mais de 500 helicópteros no Brasil, sendo 70% do modelo Esquilo. Em 2009, a empresa teve um faturamento de R$ 357 milhões. Mais informações: www.helibras.com.br

Eurocopter e a EADS - Fundado em 1992, o Grupo Eurocopter possui fábricas na França, Alemanha e Espanha e emprega mais de 15.600 profissionais. Em 2009, a Eurocopter confirmou sua posição de líder no mercado de fabricação de helicópteros nos mercados civil e parapúblico, com um volume de vendas de 4,6 bilhões de euros, pedidos para 344 novos helicópteros e uma representação no mercado de 52% nos dois setores. A Eurocopter está presente em cinco continentes por meio de 18 subsidiárias e empresas afiliadas. Os produtos do grupo representam 30% da frota mundial de helicópteros. Mais de 10.500 aeronaves da fabricante estão atualmente em operação por cerca de 2.800 clientes em 140 países. [www.eurocopter.com].

O Grupo EADS é líder mundial nos segmentos aeroespacial, de defesa e serviços relacionados. Em 2009, faturou 42,8 bilhões de Euros e empregou mais de 119 mil pessoas. Além da Eurocopter, o Grupo inclui a Airbus, a Airbus Military, a EADS Astrium e a divisão Defesa & Segurança. No Brasil, além da Helibras, a EADS está presente através da EADS Brasil, da EADS Secure Networks Brasil e de escritórios de representação da Airbus Military e da Spot Image. Também é acionista da Equatorial Sistemas. [www.eads.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira