Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

21/12/2010 - 09:04

Especialista em bioenergia é contratado pela Ceres no Brasil

São Paulo- A Ceres, empresa líder em culturas energéticas, anunciou William Burnquist como gerente geral de suas operações no Brasil. Com grande experiência no setor de etanol e cana-de-açúcar no Brasil, Burnquist administrará as atividades da subsidiária da Ceres Sementes do Brasil Ltda., incluindo a produção local e a rede de experimentação de sorgo sacarino da Ceres.

Richard Hamilton, presidente e CEO da Ceres, afirmou que a experiência de Burnquist no setor sucroalcooleiro facilitará a introdução e o aperfeiçoamento desta nova cultura energética, que especialistas descrevem como drop in feedstock, uma vez que o sorgo sacarino se integra à infraestrutura existente e pode estender a safra de produção de etanol em dois meses ou mais.

"As inovações de William ajudaram a moldar o setor sucroalcooleiro e estamos confiantes de que ele possa fazer o mesmo com o sorgo sacarino", revelou Hamilton, ressaltando que os testes da Ceres em relação à seca e à tolerância ao alumínio estão sendo planejados para o sorgo sacarino, entre outras culturas energéticas. "Ele entende a importância dos híbridos melhorados e os testes para se alcançar uma produção em larga escala e uma maior eficiência, assim como as necessidades e as exigências do mercado local."

Burnquist junta-se à companhia em um momento importante, segundo Hamilton. "Nossos primeiros experimentos de larga escala estão em andamento em usinas de etanol. Estamos semeando experimentos e nos preparando para atividades comerciais de larga escala", informou.

Burnquist, que passou 33 anos no setor sucroalcooleiro, diz que este novo estágio de sua carreira também representa um novo estágio da indústria do etanol. "Minha carreira esteve comprometida em ajudar o Brasil a se tornar independente em termos energéticos, e a criar novas oportunidades em áreas rurais", lembrou. "Acredito no sorgo sacarino como cultura energética, e na Ceres como companhia, representando o próximo estágio do crescimento para a indústria e para os plantadores do Brasil."

Ele afirma que o sorgo sacarino complementará a produção da cana-de-açúcar. A planta cresce rapidamente, usa menos água e fertilizante do que a cana, e alcança picos de açúcares em diferentes momentos do ano, entre outras vantagens. "Espero que os novos híbridos de sorgo sacarino sejam as fontes de açúcares de mais baixo custo em muitos lugares, e em épocas do ano nas quais as usinas estão ociosas", declarou Burnquist.

Antes de ingressar na Ceres, Burnquist ocupou vários cargos de gerenciamento no Centro de Tecnologia Canavieira, incluindo responsabilidade de melhoramento genético, biotecnologia, planejamento estratégico e parcerias tecnológicas. Ele também integrou vários grupos de consultoria, incluindo, mais recentemente, o Comitê Assessor Externo da EMBRAPA-Cerrados. Burnquist possui graduação e Mestrado na ESALQ- Universidade de São Paulo, PhD da Universidade de Cornell e MBA da Fundação Getúlio Vargas, Escola de Administração de Empresas de São Paulo.

Perfil- A Ceres, Inc. é a empresa líder no desenvolvimento de culturas energéticas de alto rendimento, que podem ser plantadas como matéria-prima para bioenergia e biocombustíveis avançados. Seus projetos de desenvolvimento incluem sorgo sacarino, sorgo biomassa, switchgrass e miscanthus, um tipo de gramínea. A companhia comercializa suas sementes sob a marca Blade. A Ceres detém uma das maiores coleções mundiais de genes de planta completamente sequenciados.| PR Newswire

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: