Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/12/2010 - 08:20

Consórcio formado por Neoenergia, Furnas, Eletrosul e Odebrecht vence leilão de Hidrelétrica de Teles Pires

Com deságio de 33%, o lance vencedor foi de R$ 58,36 MW/hora.

O Consórcio Teles Pires Energia Eficiente, formado por Neoenergia (50,1%), Furnas (24,5%), Eletrosul (24,5%) e Odebrecht (0,9%) arrematou a Usina Hidrelétrica de Teles Pires e as respectivas instalações de transmissão, com um lance de R$ 58,36 MW/hora, o que representou deságio de 33% sobre o preço teto de 87MW/hora. A Usina será construída no rio de mesmo nome, entre os municípios de Paranaíba (MT) e Jacareacanga (PA). O consórcio participou somente desse lance no segundo Leilão A-5 de 2010, realizado nesta sexta feira (17/12) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A usina terá seis máquinas e potência instalada de 1.820 MW, o equivalente ao fornecimento de energia para cerca de cinco milhões de pessoas. O valor previsto para o empreendimento é de mais de R$ 3 bilhões. A parcela de energia produzida e negociada no leilão será objeto de Contratos de Comercialização de Energia, com prazo de duração de 30 anos e início de suprimento em 1º de janeiro de 2015.

No que se refere ao sistema de conexão para integração ao Sistema Interligado Nacional – SIN, a usina deverá ser conectada à futura subestação Coletora Norte, que será construída no estado do Mato Grosso, por meio de uma linha de transmissão, de 500 kV. A Coletora Norte será uma subestação convencional, concebida para conexão das usinas hidrelétricas de Teles Pires, São Manoel e Foz do Apiacás.

Para o presidente da Neoenergia, Marcelo Correa, esta é mais uma importante conquista para o Grupo, que se soma à participação adquirida este ano na UHE Belo Monte e aos primeiros projetos em energia eólica. “É uma demonstração de que temos capacidade de investimento para crescer na geração, contribuindo para o desenvolvimento do País”, afirmou.

O ano de 2010 também foi vitorioso para Furnas, que encerra esse período com mais uma conquista importante. “Depois de arrematar uma subestação e duas linhas de transmissão há uma semana, a hidrelétrica de Teles Pires se integra ao nosso portfólio para aumentar a oferta de energia e reforçar a confiabilidade do sistema. Ao lado da iniciativa privada, colocaremos à disposição todo o alto nível técnico da nossa equipe para beneficiar não apenas os municípios de Parnanaíba e Jacareacanga, mas todo o país”, afirmou Carlos Nadalutti Filho, presidente de Furnas.

“Com exceção de Jirau, a participação da Eletrosul (24,5%) em Teles Pires representa mais que a soma de todas as outras usinas em construção atualmente”, comemora o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto, lembrando que a empresa retomou a área de geração há pouco mais de seis anos com a aprovação do novo modelo do setor elétrico. O anúncio de vencedor foi dado pelo presidente durante as provas dos jogos Eletrosul em Movimento, que reúnem até sábado, 18, em Florianópolis, cerca de 600 atletas da empresa.

Furnas (15%) e Neoenergia (51%), juntamente com a Cemig (34%), já são parceiras no Consórcio UHE Baguari, Sociedade de Propósito Específico constituída para a construção da Usina Hidrelétrica UHE Baguari, licitada em 2005 e localizada no Rio Doce, em Minas Gerais.

Furnas - Hoje, 40% de toda a energia consumida no Brasil passa por Furnas. A empresa prevê para 2011 investimento superior a R$ 1,2 bilhão em expansão e modernização de seu parque gerador e linhas de transmissão, ampliando a confiabilidade do sistema elétrico. Nos últimos dois anos, este investimento somou R$ 2,5 bilhões e incluiu reforço e manutenção das 180 linhas de transmissão sob concessão da estatal.

Empresa do sistema Eletrobras, Furnas utiliza a força da água para gerar 99,5% de sua energia, através de 13 usinas hidrelétricas, e amplia seu parque gerador com a construção de mais cinco. Também está construindo 14 subestações e 26 linhas de transmissão, com recursos próprios e em parceria com a iniciativa privada, e ganhou a concessão para a construção de quatro parques eólicos. O portfólio de Furnas inclui ainda duas termelétricas, mais de 20 mil quilômetros de linhas de transmissão e 49 subestações.

Além da geração hidro e termelétrica, Furnas iniciou investimentos também em fontes alternativas de energia. No Leilão de Reserva realizado em 2009, a empresa, em parceria com outros grupos empresariais, comercializou a energia e obteve a autorização para construir os parques eólicos Miassaba III e Rei dos Ventos I e III. Esses empreendimentos estão localizados na região Nordeste do país. Ao todo, serão 147,6 MW de potência instalada, com 65,8 MWmédios de energia assegurada.

Perfil- O Grupo Neoenergia é o terceiro maior investidor privado do setor elétrico brasileiro, com atuação em toda a cadeia de produção da energia elétrica: geração, transmissão, comercialização e distribuição. Atende mais de 9 milhões de clientes na Região Nordeste e tem capacidade de instalada e em construção de 3.043 MW, que aumentará agora mais 920 MW com a participação na UHE Teles Pires. Com o novo ativo, a Neoenergia passa a ser a segunda maior geradora privada do País.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira