Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

03/09/2010 - 05:17

Celpa dá início à ação contra inadimplência e furto de energia

A partir desta semana, a Celpa lança uma grande ação para combater o furto de energia e a inadimplência, começando pela Região Metropolitana de Belém e municípios do entorno, destinada a consumidores com fatura vencida. A ação faz parte do plano de investimentos para melhorias no sistema elétrico iniciado pela Celpa no primeiro semestre do ano. A estimativa da empresa é destinar aproximadamente R$ 250 milhões desse plano no combate às perdas até 2012.

Segundo dados da Celpa, cerca de 149 mil unidades consumidoras estão habilitadas para corte na área de abrangência da iniciativa. Para incentivar esses consumidores a regularizarem suas faturas de energia elétrica, o plano de ação está dividido em três fases. A primeira delas é a cobrança das faturas vencidas e não quitadas. O contato com o consumidor será feito por meio de ligação gratuita no 0800 6060 204, visitas de técnicos devidamente identificados com crachá da empresa contratada pela concessionária e envio de correspondências.

Na segunda fase será realizada a suspensão do fornecimento e, logo em seguida, começa a terceira fase, que são as fiscalizações das ligações de energia elétrica nas unidades consumidoras que tiveram o fornecimento interrompido. O objetivo da ação é evitar as ligações à revelia, mais conhecidas como "gatos". Atualmente, 1/3 de toda a energia elétrica distribuída pela Celpa é furtada, transformando o Pará num dos estados com maior índice de perdas em todo o país.

Na área de Belém e entorno, o projeto envolverá 170 equipes nos serviços de corte e fiscalização, que será intensificada para evitar reincidências nas fraudes. De acordo com o vice-presidente executivo da Celpa, Flávio Decat, a estimativa é que as ações de cobrança sejam triplicadas em relação ao que é feito atualmente. "Vamos fechar o cerco contra os fraudadores, pois diminuindo as perdas, aumentamos os recursos disponíveis para investir na melhoria do sistema de distribuição, sem contar que o valor da tarifa poderá diminuir, beneficiando o consumidor que paga sua conta corretamente", alerta Decat. As ligações clandestinas também causam curtos-circuitos, apagões e acidentes.

Nos últimos anos, a Celpa vem intensificando as ações contra o furto de energia elétrica e, além de iniciativas de fiscalização e regularização de débitos, a empresa está expandindo soluções como Sistema de Medição Centralizada, que envia informações sobre irregularidades por rádio freqüência para uma central, e as chamadas redes blindadas, que inibem a ação do furto.

Quem furta energia pode ser enquadrado em dois artigos do Código Penal Brasileiro: o 155, parágrafo 3º, e tem como pena prevista 1 a 3 anos de reclusão; e o 265, que trata de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública. Além do risco de ir para a cadeia, os fraudadores terão de pagar pela energia consumida indevidamente por meio de processos legais de cobrança.

Inicialmente, a ação contra o furto de energia e inadimplência abrangerá as classes Residencial, Industrial, Comercial e Rural de municípios como Acará, Americano, Ananindeua, Belém, Benevides, Benfica, Bujaru, Cotijuba, Marituba, Pau D'arco, Santa Bárbara, Santa Izabel e outros. "Esses locais foram mapeados pelas nossas equipes e, em alguns deles, o percentual de perda chega à metade da energia distribuída. "Com esta ação intensiva, na qual lançamos mão de serviços de inteligência, queremos pegar inclusive o 'gato' gordo, que são praticados por aquelas pessoas que têm condições de pagar e mesmo assim cometem esse crime", avisa Decat.

A segunda região a ter o projeto de recuperação de perdas implantado será Marabá, no sudeste paraense. A ação mobilizará 80 equipes e priorizará a atuação em 14 alimentadores que, além de Marabá, atendem municípios como Parauapebas, Tucuruí, Redenção, Xinguara, Novo Repartimento, Ourilândia do Norte , Curionópolis e outros. [www.celpa.com.br ].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: