Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

25/08/2010 - 09:08

A importância do reuso da água pelas indústrias

Estações de tratamento de esgoto possibilitam a reutilização de água da chuva e dos efluentes tratados.

Ao contrário do que se pensava há poucas décadas, a água, se não utilizada de forma racional, pode ficar escassa. As indústrias, grandes consumidoras deste bem natural, agora podem contribuir instalando estações de tratamento de esgoto que permitem o reuso do efluente tratado e também da água da chuva.

A empresa TEGEVE Ambiental desenvolve estações de tratamento para indústrias de todos os portes e atua em todo o Brasil. “O reuso da água apresenta uma importância fundamental para as indústrias, porque além de representar uma economia no consumo de água, é parte significativa no controle da qualidade dos recursos hídricos e suas quantidades”, afirma a engenheira sanitarista da TEGEVE, Maria Rosí Melo Rodrigues.

A engenheira conta que em um futuro próximo as indústrias passarão a pagar pela água utilizada e que por isso, entre outros fatores, muitos empresários estão instalando estações de tratamento. “Hoje há a preocupação de se gastar o mínimo necessário e lançar apenas aquilo que realmente não se consegue reaproveitar. Com o reuso, a indústria reduz a captação de água e quase 100% o seu lançamento, não necessitando desta forma, pagar por isso”, conta Maria Rosí.

Estações de tratamento - Os projetos das estações idealizadas pela TEGEVE primam para a necessidade do reuso, ficando a critério do cliente a sua implementação ou não, dependendo da realidade da empresa. “A qualidade da água para o reuso também é verificada e avaliada de acordo com o seu destino”, afirma Maria Rosí.

A água tratada pode ser reutilizada para diversos fins, entre eles para irrigação em geral, usos industriais, recarga de aquíferos, entre outros. “O custo benefício, além de ambiental também é econômico, já que em alguns casos os custos de investimentos são recuperados em 12 a 24 meses”, ressalta.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: