Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/08/2010 - 00:01

Elektro receita líquida cresce 20% no primeiro semestre de 2010

Lucro líquido registrado foi de R$ 200,4 milhões no primeiro semestre de 2010, comparado a R$ 250,7 milhões do mesmo período do ano anterior.

A Elektro encerrou o primeiro semestre de 2010 com receita líquida acumulada de R$ 1,5 bilhão, 20,3% acima do registrado no mesmo período do ano anterior. Este acréscimo deve-se ao crescimento no volume de energia fornecida, aos efeitos do reajuste tarifário de agosto de 2009, com incremento médio de 4,98%, e ao impacto negativo em 2009 da rerevisão tarifária de 2007 no valor de R$ 47,9 milhões.

O Ebitda atingiu R$ 406,4 milhões, apresentando aumento de 12,5% em relação ao primeiro semestre de 2009. O resultado do serviço foi de R$ 336,2 milhões, 13,7% maior que o resultado do mesmo período de 2009.

O lucro líquido registrado foi de R$ 200,4 milhões no primeiro semestre de 2010, comparado a R$ 250,7 milhões do mesmo período do ano anterior.

De acordo com a empresa , até junho de 2010, a Elektro distribuiu 5.792 GWh a clientes finais, superando em 7,7% o mesmo período de 2009. A variação é justificada principalmente pela classe industrial, que apresentou elevação de 10,6% no consumo do primeiro semestre de 2010, demonstrando importante recuperação em relação aos severos efeitos da crise financeira internacional em 2009. As classes residencial e comercial apresentaram crescimento de 6,0% e 9,2% no período, respectivamente.

O investimento no primeiro semestre de 2010 foi de R$ 154,9 milhões na expansão, melhorias, preservação do sistema elétrico, suporte operacional e Programa de Universalização, valores 22,4% acima dos realizados no primeiro semestre de 2009. Maiores investimentos foram realizados em projetos de suporte operacional, principalmente aquisição de equipamentos para o Projeto Novas Tecnologias, o qual visa aumentar a produtividade e a segurança dos colaboradores nas atividades de construção e manutenção de redes de distribuição através de equipamentos inovadores e desenvolvimento de nova metodologia operacional.

Condições climáticas críticas, que levaram 26 municípios situados na área de concessão da Elektro a decretarem situação de emergência ou calamidade pública, e a elevação da quantidade de descargas atmosféricas em 179% no período, contribuíram para elevação de 1,18 horas de interrupção no DEC em junho de 2010, e elevação inferior a 0,44 interrupções no FEC, se comparado ao mesmo período de 2009. Essas elevações relativamente reduzidas nos dois indicadores de desempenho operacional mostram que os investimentos realizados no sistema elétrico, notadamente no plano anual de manutenção preventiva, utilização de novas tecnologias, tais como digitalização e automação, mantiveram a rede suficientemente robusta frente à rigorosa situação climática.

O índice de Perdas encerrou o semestre em 6,82%, registrando leve acréscimo quando comparado ao mesmo período de 2009. A elevação observada é atribuída principalmente à forte redução do consumo do segmento industrial até o terceiro trimestre de 2009 (período impactado pela crise financeira mundial), cujas perdas são sensivelmente mais baixas do que as das demais classes de consumo, interferindo na base de cálculo do índice. Estes impactos são atenuados pela recuperação do mercado e pelos contínuos investimentos na manutenção e aperfeiçoamento de técnicas de recuperação de perdas comerciais. [www.elektro.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: