Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/08/2010 - 00:01

Duke Energy encerra trimestre com lucro líquido de R$ 59,7 milhões no Brasil

Desempenho reflete aumento da energia gerada e redução da despesa operacional.

São Paulo – A Duke Energy International, Geração Paranapanema S.A. (Bovespa: GEPA4 e GEPA3) – subsidiária da Duke Energy Corp, uma das maiores companhias do setor energético dos Estados Unidos, divulga nesta quinta-feira os resultados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2010. Neste período, a empresa obteve um lucro líquido de R$ 59,7 milhões, 266,9% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

O desempenho da companhia reflete maior faturamento e redução na despesa operacional, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Os melhores preços nos contratos bilaterais e maior geração de energia em decorrência da hidrologia favorável também foram fatores que propiciaram os resultados positivos. Já as despesas operacionais reduziram 34,1% em relação a 2009, efeito da revisão dos valores da TUSD-G.

“Temos registrado um excelente resultado financeiro ao longo do ano de 2010, e isso reflete nossa operação cada vez mais sólida no Brasil. A empresa tem caixa para seguir com suas operações, e também para avaliar novos projetos, o que temos feito ao longo deste ano. Queremos crescer e contribuir para ampliar a capacidade de geração do país”, afirma Armando Henriques, presidente da Duke Energy no Brasil.

Outros destaques: A receita operacional bruta da companhia no trimestre registrou um valor de R$ 233,9 milhões;

A companhia gerou 3.300.624 MWh [excluindo-se a participação da CBA na geração de energia nas usinas Canoas I e II], ou 43,2% a mais em comparação com o mesmo período do ano anterior;

A receita operacional da companhia registrou crescimento de R$ 21,1 milhões, ou 9,9% em relação ao mesmo período do ano anterior;

A empresa também registrou decréscimo de 3,7% nas deduções da receita operacional pela redução do ICMS como efeito da mudança da legislação no Estado de São Paulo;

A dívida líquida, representada pelos empréstimos e financiamentos e debêntures, deduzidos os recursos em caixa e equivalentes de caixa, totalizou R$ 419,9 milhões, sendo 27,1% inferior aos R$ 576 milhões registrados no mesmo período ano anterior.

Debêntures - Em 16 de julho passado, a Duke Energy International Geração Paranapanema S.A. realizou a segunda emissão pública de debêntures simples, não-conversíveis em ações, em operação coordenada pelos bancos Santander e BTG Pactual. A emissão foi no valor de R$ 500 milhões e os recursos captados foram destinados ao pré-pagamento imediato do saldo devedor da dívida da companhia com a Eletrobras e ao pagamento da primeira amortização da série 1 da primeira emissão de debêntures da empresa em setembro próximo.

Duke Energy International, Geração Paranapanema S.A.- A Duke Energy International, Geração Paranapanema S.A., é subisidiária da Duke Energy Corp, uma das maiores companhias do setor energético dos Estados Unidos. Com 293 colaboradores, atua na produção e comercialização de energia elétrica por meio da administração de oito usinas hidrelétricas instaladas ao longo do rio Paranapanema: Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Capivara, Taquaruçu, Rosana, Canoas I e Canoas II (estas últimas operadas em consórcio com a Companhia Brasileira de Alumínio – CBA). Com capacidade total instalada de 2307 MW, a companhia é considerada uma das maiores geradoras privadas de energia do país, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Desde dezembro último, a companhia é presidida pelo executivo Armando de Azevedo Henriques, vindo do grupo BG –multinacional de energia–, onde dirigiu operações na Argentina, Itália, Espanha e, mais recentemente, Brasil.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: