Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

03/08/2010 - 10:09

Dilma Rousseff promete investimentos para fazer do Brasil uma potência esportiva


COB presta homenagem aos 90 anos das primeiras medalhas olímpicas do Brasil.

“Nós temos que fazer das Olimpíadas de 2016 um instrumento para transformar o Brasil numa das maiores e melhores potências esportivas do mundo. Esse é o nosso compromisso”. A afirmação foi feita pela candidata à Presidência da República Dilma Rousseff (PT), no dia 2 de agosto (segunda-feira), em visita à sede do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A candidata assistiu a uma apresentação feita pelo presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, onde foram demonstradas algumas ações do Comitê Olímpico Brasileiro na preparação da delegação brasileira para as próximas edições de Jogos Olímpicos, que inclui Londres 2012 e Rio 2016. “Não acho que o esporte seja baratinho ou que pode ser feito com pouco dinheiro. Nossos sonhos têm que ser do tamanho desse país”, afirmou Dilma.

Assim como Dilma, os candidatos José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) já se reuniram com o COB e tomaram conhecimento do planejamento esportivo até 2016. “Queremos um país com alto desempenho esportivo. Um país que treine seus atletas com o melhor que a tecnologia pode oferecer”, afirmou Dilma, ao final do encontro. “Os Jogos de 2016 demarcam a criação de toda uma estrutura que garanta o sucesso esportivo do Brasil. Temos que utilizar essa oportunidade para virar uma potência olímpica e social. Precisamos criar uma rede nacional de treinamento, Centros Olímpicos Nacionais e contribuir para massificar a prática dos esportes de base no Brasil”, completou Dilma.

Estiveram presentes à reunião na ocasião, o governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, o prefeito da cidade, Eduardo Paes, o ministro do Esporte, Orlando Silva, além de presidentes de Confederações Brasileiras Olímpicas, atletas e ex-atletas olímpicos, como Joaquim Cruz, Robson Caetano (atletismo), Carlão, Jacqueline Silva, Sandra Pires, Shelda Bedê, Nalbert Bitencourt, Franco (vôlei), Natália Falavigna (taekwondo), Rosicléa Campos e Flávio Canto (judô), entre outros.

Carlos Arthur Nuzman apresentou à candidata a estrutura do Movimento Olímpico Internacional e do próprio Comitê Olímpico Brasileiro, além de diversas ações do COB em várias frentes. “Vivemos uma janela de oportunidades com todos os eventos esportivos que serão realizados no Brasil até 2016. Temos que aproveitar esse momento. Agora é a vez de sermos uma verdadeira potência olímpica”, afirmou Carlos Arthur Nuzman.

Ao final da reunião, Nuzman e o medalhista olímpico Joaquim Cruz entregaram um uniforme da delegação brasileira à candidata. O Governador Sérgio Cabral Filho e o Prefeito Eduardo Paes também receberam uniformes da delegação. “Temos todas as condições de transformar o sonho dos atletas brasileiros em realidade. A luta solitária de muitos deles não será mais solitária assim,” afirmou a candidata Dilma Rousseff.

COB comemora 90 anos da primeira medalha olímpica do brasil - O Comitê Olímpico Brasileiro, a Confederação Brasileira de Tiro Esportivo e o Movimento Olímpico no Brasil estão em festa. No dia 2 de agosto (segunda-feira), comemora-se o 90º aniversário da conquista da primeira medalha olímpica do Brasil. O feito ocorreu no dia 2 de agosto de 1920 nos Jogos Olímpicos de Antuérpia, na Bélgica, quando o atirador Afrânio Costa conquistou a medalha de prata na prova de pistola livre 50m. Naquele mesmo dia, o Brasil ainda conquistou a medalha de bronze na pistola livre por equipe, da qual participou Afrânio Costa, Dario Barbosa, Fernando Soledade, Guilherme Paraense e Sebastião Wolf. A primeira medalha de ouro olímpica do Brasil viria no dia seguinte, 3 de agosto, com a vitória de Guilherme Paraense no tiro rápido 25m.

Durante evento realizado nesta segunda-feira na sede do COB, no Rio de Janeiro, o presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman, ressaltou a conquista do Brasil. “Hoje é um dia histórico para o esporte brasileiro. Há 90 anos começávamos a escrever o nome do Brasil na história dos Jogos Olímpicos. Por isso é importante homenagear os atiradores que abriram caminho para a conquista de medalhas. Hoje já são 91 medalhas conquistadas, o que nos motiva a trabalhar ainda mais por mais conquistas em Londres 2012 e no Rio 2016”, afirmou.

Das 91 medalhas olímpicas do Brasil (20 de ouro, 25 de prata e 46 de bronze), 52 foram obtidas nas últimas quatro edições dos Jogos, a partir de Atlanta 96. A vela é o esporte que mais medalhas conquistou para o Brasil, em um total de 16 (6 de ouro, 3 de prata e 7 de bronze), seguida do judô, com 15 (2 de ouro, 3 de prata e 10 de bronze), e do atletismo, com 14 (4 de ouro, 3 de prata e 7 de bronze). [http://ww.cob.org.br ].

. [ Foto do encontro da candidata Dilma Rousseff no COB, com medalhista de ouro no atletismo Joaquim Cruz (à direita) e o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.]

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira