Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/07/2010 - 08:32

A Copa de 2014 e as novas possibilidades na carreira

Brasil já começa a se preparar para um dos maiores eventos esportivos do planeta. O mundial promete oferecer oportunidades para profissionais na área de gestão.

Brasília - A Copa do Mundo da África acabou. Agora, as atenções e expectativas se voltam para o Brasil, país que sediará o evento futebolístico em 2014. Até lá, serão necessários planejamento e investimento em diversos setores para atender não só aos atletas e às delegações técnicas, mas aos turistas que estarão no país para prestigiar o mundial.

Segundo o presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Roberto Carvalho Cardoso, a Copa poderá trazer prosperidade econômica para o país. "Contudo, somente com uma boa administração será possível que o Brasil realize a melhor Copa do Mundo já promovida antes", afirma.

O planejamento inclui, por exemplo, investimentos em profissionais especializados na área esportiva, ramo que tende a aumentar com a Copa do Mundo de 2014 e com as Olimpíadas de 2016. Em muitos países, a Gestão do Negócio Esportivo já não é novidade. Na Inglaterra, por exemplo, diversos clubes estão com ações cotadas em bolsa. "Isso mostra claramente a necessidade, em nosso país, da participação progressiva e agressiva do profissional de administração na área esportiva", defende o presidente.

Para se ter uma ideia, estima-se que os eventos esportivos representem hoje cerca de 60% da economia mundial. De olho nesse mercado, muitas Instituições de Ensino Superior (IES) já começaram a oferecer cursos de pós-graduação em Gestão Esportiva. "Esses eventos vão oferecer novas oportunidades, mas as pessoas precisarão se especializar", alerta Roberto Cardoso.

Contudo, o presidente do CFA preconiza que, para ser um bom administrador no mundo esportivo, é preciso aliar os conhecimentos específicos da ciência administrativa com o necessário aprofundamento sobre as intrincadas nuances de atletas, times, patrocinadores e torneios. "Além de tudo, é importante considerar a importância estratégica de uma comissão técnica e sensibilizar dirigentes esportivos e autoridades afeitas ao setor a valorizar o trabalho do profissional de administração", enfatiza.

Sobre o CFA - O Conselho Federal de Administração é um órgão normativo, consultivo, orientador e disciplinador do exercício da profissão de Administrador, sediado na capital federal, responsável por controlar e fiscalizar as atividades financeiras e administrativas do Sistema CFA/CRAs. Este, que tem como missão promover a difusão da Ciência da Administração e a valorização da profissão do Administrador visando a defesa da Sociedade, é integrado pelo CFA e pelos 27 Conselhos Regionais de Administração - CRAs, sediados em todos os Estados da Federação.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira