Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/07/2010 - 08:05

Programa Cultivando Água Boa chega a 118 microbacias

Comunidades de oito municípios da Região Oeste do Paraná vão se comprometer a zerar os passivos ambientais das microbacias hidrográficas onde estão localizadas, nos dias 14 e 15 de julho (quarta e quinta-feira). Com isso, o Cultivando Água Boa, programa socioambiental da Itaipu Binacional com diversos parceiros, irá atingir a marca de 118 microbacias trabalhadas na região. A expectativa é atingir 150 até o final deste ano.

A adesão das comunidades será marcada pela assinatura do Pacto das Águas (documento em que todos se comprometem a sanar os problemas ambientais) e pela assinatura de convênios entre a Itaipu e a Prefeitura de cada município. Participarão dos eventos o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Jorge Samek, e o diretor de Coordenação e Meio Ambiente, Nelton Friedrich.

A Gestão por Bacias Hidrográficas, um dos principais programas do Cultivando Água Boa, compreende uma série de obras de correção de passivos ambientais e de cuidados especiais com a água e o solo. Cada um dos 29 municípios da Bacia Hidrográfica do Paraná 3 (que compreende todo o conjunto de rios, córregos e sangas conectados com o reservatório da Itaipu) trabalha uma microbacia por vez.

As ações em cada microbacia são precedidas de um processo de preparação da comunidade do entorno. Começa com reuniões de sensibilização sobre a importância e necessidades das ações propostas pelo programa e prossegue com as Oficinas do Futuro, método ecopedagógico conduzido pela equipe de Educação Ambiental da Itaipu e que leva a comunidade a identificar os problemas ambientais da microbacia, apontar soluções e definir o que será feito. Daí resulta a Carta do Pacto das Águas, documento que contém o diagnóstico da microbacia e as ações propostas.  

A assinatura e a celebração do Pacto serão nesses dois dias nos municípios de Ouro Verde do Oeste, São José das Palmeiras, Diamante do Oeste, Vera Cruz do Oeste, Guaíra, Mercedes, Marechal Cândido Rondon e Santa Helena. Em cada localidade, a carta resultante das Oficinas do Futuro é lida e assinada pelas autoridades e pela comunidade, como forma de compromisso com sua implementação.

Na solenidade, também é feita a encenação da Mística da Carta da Terra, que compreende a entronização dos quatro elementos da natureza: ar (representada por balões); fogo (velas); terra (vasilha com terra); e água (jarra com água). Diante deles, entre cânticos, poesias e encenações, são lidos e comentados os quatro princípios da Carta da Terra: Respeitar e cuidar da comunidade de vida; Integridade ecológica; Justiça social e econômica; Democracia, não violência e paz. [www.itaipu.gov.br]

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: