Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL
Busca: OK
CANAIS

25/06/2010 - 10:17

Representantes da Thyssen Krupp se reúnem com membros da Escola Politécnica da UFRJ

Um dia antes da inauguração da ThyssenKrupp no Brasil [17/06], representantes da siderúrgica alemã se reuniram com diretor, professores e alunos da Escola Politécnica da UFRJ. O principal objetivo do encontro foi reafirmar a parceria entre as instituições e discutir ações futuras de cooperação que complementem a formação profissional dos estudantes e gerem mão-de-obra qualificada para a empresa.

Os representantes da empresa também foram apresentados aos oito estudantes que receberam bolsas de estudo no valor de R$ 30mil cada - ao longo dos cinco anos de curso. Estimulados pelo depoimento dos estudantes, que demonstraram entusiasmo com o curso, os empresários anunciaram que o aluno que, ao final do ano, tiver o melhor CR (coeficiente de rendimento) receberá uma viagem à Alemanha para conhecer a matriz da ThyssenKrupp.

Em relação à parceria, algumas ações ficaram decididas, como a participação de alguns engenheiros da empresa em disciplinas da Escola Politécnica. Além disso, será criado um grupo de trabalho para discutir a realização de pesquisas tecnológicas conjuntas e a criação de um programa de estágio de férias escolares, nos meses de janeiro e feveiro.

Para o Prof. Ericksson Almendra, diretor da Escola, a principal expectativa é que o acordo possibilite, por exemplo, o intercâmbio de alunos e professores com a universidade de Duisburg-Essen, na Alemanha. “A ThyssenKrupp será um grande empregador de engenheiros no estado do Rio de Janeiro. É essencial lembrar que, a cada emprego que a siderúrgica gera para um metalúrgico, dez outros são gerados em companhias periféricas. Outro ponto: A usina siderúrgica tem como subproduto 490 MW de energia elétrica (Em Angra I, para comparação, são 650 MW), e numa siderúgica o número de motores elétricos, geradores, transformadores etc. é enorme. Isso significa trabalho para engenheiros elétricos. E isso é só o começo.", destaca o diretor.

O vice-presidente de Recursos Humanos da ThyssenKrupp, Dieter Kroll, destacou que os investimentos no Brasil são promissores e, por isso, têm se tornado frequentes. “Estamos investindo nestes estudantes, neste mercado, porque acreditamos neles. A área de Metalurgia e de Materiais é excelente, paga bem, mas exige muita qualificação. Eu costumo dizer que é um trabalho duro para pessoas fortes. Aos estudantes que escolheram estar aqui, eu posso dizer: Parabéns, vocês fizeram a escolha certa”, ressalta Dieter Kroll.

Entre os presentes estavam o Prof. Ericksson Almendra, diretor da Poli/UFRJ; os representantes da empresa, Dieter Kroll, vice-presidente de Recursos Humanos; Klaus Bailer, diretor de Políticas de Pessoal; Dr. Rudolf Mailer, responsável pela área universitária ThyssenKrupp Steel AG; Valdir Monteiro, diretor de Recursos Humanos da ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico, no Rio de Janeiro; e outros membros da Escola, como o Prof. Tsuneharu Ogasawara, coordenador da Engenharia Metalúrgica e a Prof.ª Marysilvia Ferreira da Costa, do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2017 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira