Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/06/2010 - 12:10

Contrato BM&F poderá mudar o cenário do etanol

Em operação desde 17 de maio, contrato vai mudar a forma das negociações para o etanol e contribuir para reduzir riscos nas formações dos preços do produto.

O novo contrato de etanol, lançado pela BM&FBOVESPA, em 17 de maio de 2010, poderá ser um passo fundamental para o processo de commoditização do etanol combustível e foi muito aguardado pelo setor de etanol. Para entender melhor, uma commodity é um produto físico (agrícola ou minério), padronizado e largamente comercializado mundialmente. Mas para suas negociações, é necessário um preço futuro, que balizará a negociação do setor. Por isso, o novo contrato de futuros e opções para o etanol hidratado (álcool combustível) é tão importante para o mercado.

Até então, o gerenciamento de riscos era planejado a partir de outros parâmetros. Muitos produtores, no passado, equiparam suas comercializações com a gasolina - o que se mostrou um erro para a negociação. Já o novo contrato será balizado pelo novo Indicador de Preços do Etanol Hidratado Paulínia/SP.

Esse novo indicador de preços será coletado no Centro de Pesquisas em Economia Aplicada (CEPEA), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) e a escolha dessa região se deu em razão de representar o maior pólo de distribuição de combustíveis no Brasil.

"Esse contrato poderá alavancar mais participantes para este setor e, o mais importante, irá promover a eficiência na comercialização do produto", admite Joseph Sherman, diretor-executivo da IETHA - International Ethanol Trade Association.

Para falar sobre o assunto, sugerimos uma entrevista com o Sr. Joseph Sherman, diretor-executivo da IETHA - International Ethanol Trade Association, ou com Fabiana Perobelli, gerente de produtos agrícolas da BM&FBOVESPA.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira