Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/04/2010 - 10:47

Nova embalagem PUMA e sistema de distribuição para economizar mais de 60% de papel e água por ano

PUMA começa fase seguinte de longo prazo do Programa 360 de Sustentabilidade de Execução do Sistema de Embalagem Ecológico.

Depois de dez anos de sucesso de execução de padrões ecológicos e sociais (puma.safe) e a introdução da iniciativa da empresa PUMAVision ano passado, a empresa PUMA Sportlifestyle lançou a próxima fase crucial de seu ambicioso programa de sustentabilidade a longo prazo na ultima terça no Design Museum em Londres. Introduzindo a embalagem sustentável e sistema de distribuição de ponta do famoso desenhista industrial Yves Béhar, PUMA vai fazer novos padrões para a indústria de Sportlifestyle. A nova solução inovadora vai significar a redução de gastos de emissão de CO2 que as embalagens de produtos tradicionais como caixas de sapato e bolsas de polietileno emitiam e o objetivo subjacente de PUMA é reduzir o gasto de gás carbônico, energia, água e desperdício em 25%, e alcançar a 50% às coleções de produtos internacionais como sapatos, vestuário e acessórios de acordo a melhor prática de sustentabilidade em 2015.

PUMA esteve coletando E-KPIs (Enviromental Key Performance Indicators – Indicadores Chaves de Performance Ambiental) de todas as oficinas e lojas do mundo nos últimos 5 anos e identificou áreas criticas que precisam ser estudadas pra reduzir as pegadas da PUMA. Para resolver esses problemas, PUMA esta lançando a próxima fase do programa de iniciativa de sustentabilidade em longo prazo puma.safe com ambiciosos objetivos a serem alcançados em 2015. Os maiores objetivos a serem alcançados por PUMA neste período incluem: . Redução de 25% em CO2, energia, água e desperdícios nas oficinas, lojas, armazéns e fabricas de fornecedoras diretas da PUMA.

. Política de redução de consumo de papéis nos escritórios em 75% e criar iniciativas para os papéis utilizados como plantar uma arvore.

. Redução de emissão de CO2 criando uma solução de transporte de produtos eficiente com nossa área de logística.

. Começar a colaborar com nossos fornecedores estratégicos e entregadores de serviço de logística para compensar sua própria pegada em longo prazo.

. Introdução dos padrões PUMA Sustainability-Index (S-Index – índice de sustentabilidade) que vai servir como marca de referência de produtos sustentáveis e comunicar ao consumidor que é um produto sustentável.

. 50% da coleção PUMA internacional vão ser manufaturados de acordo aos padrões PUMA S-Index em 2015, usando materiais sustentáveis como algodão orgânico, algodão africano ou polyester reciclado, assim como aplicar a melhor pratica de processos de produção.

Para monitorar esses objetivos, PUMA também estabeleceu uma consultoria externa de espertos em sustentabilidade para ajudar na missão da PUMA e fazer auditoria no programa de sustentabilidade da PUMA.

“Por muito tempo nossa missão foi nos transformar na marca de Sportlifestyle mais desejada. Com a próxima fase do nosso programa de sustentabilidade, evoluímos nossa missão a ser a marca sustentável de Sportlifestyle mais desejada do mundo,” disse Jochen Zeitz, Presidente e Chefe Executivo da PUMA. “A través do PUMAVision e nosso programa puma.safe, já começamos a reduzir a emissão de gás carbônico, reduzir desperdício de transporte, reciclar e reutilizar materiais disponíveis, usar água moderadamente e utilizar a menor quantidade possível de papel.”

A través de PUMAVision, nossa visão de mundo melhor, inicialmente cai em três pilares: puma.safe, puma.peace e puma.creative, para levar a empresa a ser limpa, verde, segura e com sistemas e práticas mais sustentáveis, contribuindo a paz assim como promovendo a criatividade e arte. No programa puma.safe, o ultimo objetivo da PUMA é devolver ao ambiente o que foi tomado. PUMA a longa data têm trabalhado e se esforçado para melhorar os padrões ambientais, sociais e laborais, em suas operações desde 1999. Desde essa época, a empresa tem incorporado práticas ecológicas para reduzir impactos ambientais no planeta e realizou iniciativas de longo prazo como o abastecimento de matérias primas a través da campanha Algodão feito na África para reforçar as capacidades dos fornecedores assim como abrir uma industria de primeiro carbono neutro – a matriz PUMAVision em Herzogenaurach, Alemanha – no ano passado depois de nos unir a UN Climate Neutral Networks.

O próximo passo na missão de PUMA ser a marca mais desejada de Sportlifestyle sustentável no mundo, é introduzir um inovador sistema de embalagem e distribuição para os produtos PUMA que vai reduzir o uso de papel usado nas caixas de sapato em 65% emissão de gás carbônico a 10 toneladas por ano – os remanescentes materiais de embalagem usados vão ser totalmente sustentáveis em 2015. PUMA se associou ao desenhista Yves Béhar, da base do projeto em São Francisco, a repensar na maneira que os milhões de pares de sapatos são embalados – menos embalagem implica menos matéria prima, menor uso de água e produção de energia, e menor peso para enviar e para se desfazer. Béhar desenhou “Clever Little Bag” (Bolsa pequena e esperta) para substituir a caixa de sapatos por uma bolsa de sapatos reutilizável, que protege cada par de sapatos dos estragos, desde que este sai da fabrica até o consumidor levá-lo pra casa – para economizar no uso de materiais de produção, reduzindo o peso de transporte e eliminando o uso de uma bolsa de plástico extra.

Como resultado do conceito a redução em 65% de papel com o “Clever Little Bag”, PUMA vai reduzir o consumo de água, energia e diesel em mais de 60% por ano. Em outras palavras: aproximadamente 8,500 toneladas a menos de papel vai ser consumido, 20 milhões Megajoules de eletricidade, 1 milhão de litros de combustível e 1 milhão de litros de água economizados. Durante o transporte 500,000 litros de diesel é economizado, e por ultimo, a substituição da tradicional sacola de shopping pela leve bolsa embutida, a diferença no peso pode economizar a partir de 275 toneladas de plástico.

“Eu estava entusiasmado ao me associar com PUMA e contribuir em um projeto que vai gerar tanta mudança”, disse Yves Béhar. “A iniciativa PUMA de ver de perto umas das faces mais desafiantes das industrias atualmente, que é a sustentabilidade e cuidado ambiental, realmente é inspirador. Ao mudar a embalagem e o ciclo de vida da distribuição a partir do zero, esperamos que nosso novo desenho e solução compreensiva, dê coragem a outras industrias e sigam esse exemplo.”

A coleção de vestuário PUMA vai ser embalada usando material sustentável, substituindo a tradicional sacola de polietileno. Isso quer dizer que 720 toneladas de sacolas de polietileno vão ser evitadas por ano, o equivalente a 29 milhões de sacolas de plástico – o suficiente para cobrir 1000 campos de futebol. Além disso, as camisetas PUMA vão ser dobradas mais uma vez, para reduzir o tamanho da embalagem e evitar emissão de CO2 e custos durante o transporte.

Ao trocar a atual sacola de plástico ou papel nas lojas PUMA, e substituir por bolsas biodegradáveis sustentáveis, a empresa de sportlifestyle tem em vista economizar outras 192 toneladas de plástico e 293 toneladas de papel por ano.

O começo do novo sistema de embalagem e distribuição está planejado para o segundo semestre de 2011.

O programa de sustentabilidade em longo prazo da PUMA, contudo, não vai parar com as ambições acima descritas. A empresa se responsabiliza por reduzir o dano, trabalhando em sistemas fechados de programas de reciclagem. PUMA vai continuar procurando soluções inovadoras que não esgote recursos e vai compensar as pegadas onde a mitigação não é possível.

PUMA fará seu próximo anuncio significante de sustentabilidade no quadro da conferencia United Nations: “The Business for the Enviroment Summit (B4E)” (O negócio para o cume do ambiente) em Seoul nos dias 22 e 23 de abril de 2010.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: