Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/04/2010 - 10:47

Centro de Saberes participa da Conferência Mundial dos Povos sobre Mudanças Climáticas

Após o evento, na Bolívia, será lançado o processo formativo de educadores ambientais CAP3.

O Centro de Saberes e Cuidados Socioambientais da Bacia do Prata participará na próxima semana, em Cochabamba (Bolívia), da Conferência Mundial dos Povos sobre Mudanças Climáticas e Direitos da Mãe Terra. O evento será realizado entre os dias 20 e 22 de abril e sua proposta é envolver os povos na discussão sobre a crise mundial do clima, como resposta ao fracasso das negociações entre líderes mundiais sobre esse tema, na última Conferência de Copenhage, em dezembro do ano passado.

A realização do encontro, não por acaso, coincidirá com o Dia Mundial da Terra, 22 de abril. A expectativa da organização – sob responsabilidade do governo da Bolívia – é reunir lideranças de movimentos sociais, cientistas, estudantes, juristas e governos. Entre os resultados práticos que se esperam com a realização da conferência, estão a redação de uma Declaração Universal de Direitos da Mãe Terra e acordar novas propostas e compromissos para o Protocolo de Kyoto e temas relacionados às mudanças climáticas, tais como a dívida climática, refugiados do clima, transferência de tecnologias e adaptação às mudanças, entre outros.

O Centro de Saberes e Cuidados Socioambientais da Bacia do Prata participará da Conferência dos Povos como responsável por uma série debates com nomes expressivos do pensamento ambiental, tais como Boaventura de Sousa (Portugal), Enrique Leff (México), Leonardo Boff (Brasil), Hipólito Asevei (Paraguai) e outros. A abertura será na segunda-feira à noite, estendendo-se por toda a terça-feira. O objetivo é analisar a causa estrutural da crise ambiental e, a partir disso, realizar uma reflexão sobre o Vivir Bien, a Racionalidade Ambiental e do Pensamento Ambiental Latino-americano, como eixos que sustentam um novo paradigma de vida.

O Vivir Bien (Viver Bem, em Português) é parte da concepção de vida de povos originários das Américas, especialmente os ligados às tradições aimara e quechua. Significa viver em harmonia com os ciclos da natureza, do cosmos, da história e da vida, e em equilíbrio com toda forma de existência, sem a relação hierárquica em que a sociedade humana é colocada acima da natureza.

A abertura do evento do Centro será realizada pelo vice-ministro boliviano de Meio Ambiente, Biodiversidade e Mudanças Climáticas, Juan Pablo Ramos, seguida de uma palestra sobre o Centro de Saberes pelo diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu Binacional, Nelton Friedrich.

O Centro de Saberes é uma iniciativa conjunta dos países da Bacia do Prata (Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai), com apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e da Itaipu, que tem como objetivo estabelecer um espaço de diálogo entre os diversos saberes como o científico, o popular, o ancestral, e de reduzir os passivos ambientais da bacia por meio da educação e de projetos socioambientais.

A metodologia educacional do Centro é a dos Círculos de Aprendizagem Permanente (CAPs), grupos de atores sociais e educadores que vão se ampliando. Os CAPs 1 são representantes de governos e das instituições que formaram o Centro. Os CAPs 2 contam com a participação da sociedade civil e universidades. Com os CAPs 3, que começam na próxima semana, na Bolívia, 150 educadores serão formados na Bacia do Prata (30 em cada país) e, com isso, serão envolvidas 4.500 comunidades de aprendizagem de saberes socioambientais na região, até o próximo ano. O lançamento dos CAPs 3 na Bolívia será no dia 23 de abril (sexta-feira). [www.saberycuidar.org]. | www.itaipu.gov.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: