Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

07/04/2010 - 09:37

Orientação descoberta para BOOST captura e armazenamento

DNV e da indústria de energia, com a valiosa contribuição de agências governamentais, desenvolveram orientação mais abrangente do mundo, segura e sustentável para o armazenamento geológico de CO2. Este quadro processual unificada é destinado ao uso global, apoiando a indústria e os reguladores, e é um avanço que deve acelerar a implantação em grande escala de captura e armazenamento de carbono (CCS).

De acordo com a nota, “a implantação do CCS tem sido dificultado pela falta de marcos regulatórios adequados e as práticas estabelecidas pela indústria. Esta foi a principal motivação para o desenvolvimento da orientação CO2QUALSTORE para Seleção, Caracterização e Qualificação de Sites e Projetos para Armazenamento Geológico de CO2.

A diretriz estabelece um processo abrangente e sistemático que abrange o ciclo de vida completo de um projeto de armazenamento de CO2, provenientes da triagem e seleção de local para o encerramento e transferência de responsabilidade do operador de volta ao estado nacional, tendo em conta as características específicas de cada local de potencial. O objetivo é acelerar a implementação da CAC, proporcionando uma base comum, previsível e transparente para a tomada de decisões entre os desenvolvedores do projeto, os operadores e reguladores.

Desenvolvedores do projeto irá beneficiar de um quadro processual para selecionar e gerenciar sites, fornecendo consistência e eficiência com base em melhores práticas de engenharia e tecnologia. Reguladores pode usar a diretriz para verificar que os sites foram selecionados e avaliados como adequados para o armazenamento geológico de CO2, na sequência de um procedimento padronizado e reconhecido mundialmente.

Verified implementação de projetos de CCS em conformidade com essa diretriz também deve ajudar a garantir ao público em geral que um local de armazenamento é selecionado com base em um processo de reconhecimento, será de forma segura e responsável, gerida de acordo com as práticas recomendadas para o armazenamento de CO2 sustentável, e está em conformidade com os regulamentos, códigos e normas.

De acordo com o gerente do projeto, Jørg Aarnes na DNV: "A falta de marcos regulatórios adequados para armazenamento geológico de CO2 ameaçou atrasar a adopção em larga escala da CAC. Além de proporcionar uma maior previsibilidade para os operadores, a orientação vai ajudar os governos a implementar a nível internacional harmonização da regulamentação para o armazenamento geológico de CO2. Por isso, acreditamos que a orientação CO2QUALSTORE é um avanço real momento de CCS e deve proporcionar uma mudança radical no ritmo de implantação da CAC. "

Jørg Aarnes salienta ainda que "enquanto CCS por si só não resolverá o desafio da mudança climática, é uma parte necessária da estratégia de mitigação global. A demanda mundial de energia não podem ser cumpridas no curto prazo, sem o uso continuado de combustíveis fósseis. CCS é a única tecnologia madura que pode representar uma redução significativa das emissões de CO2 provenientes da queima de combustíveis fósseis, e é, portanto, uma tecnologia-chave de transição para um futuro de energias renováveis. "

Líder de engenharia, petróleo e gás empresas e órgãos do governo se reuniram pela DNV para desenvolver a orientação CO2QUALSTORE há 18 meses. O quadro processual que se desenvolveu espelhos melhores práticas dentro da indústria de petróleo e gás, reflete e regulamentos existentes emergentes, normas e diretrizes pertinentes ao armazenamento geológico de CO2, e baseia-se em lições de R & D e projectos-piloto de CCS em todo o mundo.

Com o mundo de CCS em rápido desenvolvimento, o CO2QUALSTORE orientação será atualizado periodicamente para manter o ritmo das mudanças”. [ www.dnv.com/co2qualstore].

Perfil- Os membros do JIP são: Arup, BG Group, BP Alternative Energy, Det Norske Veritas (DNV), DONG Energy, Gassco, IEA GHG Programa I & D, a Petrobras, RWE Dea, Schlumberger, Shell, Statoil e Vattenfall. O projeto foi parcialmente financiado pelo Conselho de Investigação da Noruega, através do programa CLIMIT e foi coordenado pela DNV. Um número de agências governamentais também têm dado um valioso contributo para o desenvolvimento.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: