Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

26/03/2010 - 09:16

APM Terminals garante continuidade de investimentos em Itajaí

O presidente da gigante APM Terminals [empresa independente do Grupo A.P. Moller Maersk] para as Américas, Eric Allan Sisco, esteve em Itajaí nesta semana para visitar as obras de reconstrução do cais do Porto de Itajaí e garantiu a intenção da empresa continuar investindo no município, conforme a necessidade do mercado e o crescimento na demanda portuária.

Controladora do Terminal de Contêineres do Vale do Itajaí (Teconvi), vencedora da concorrência pública para operações com contêineres no Porto Municipal, a empresa já fez pesados investimentos no porto. Entre eles a construção de um berço de atracação com cerca de 250 metros de extensão, aquisição de cinco guindastes de terra modelo MHC e de dois porteineres pos-Panamax.

“Nossa intenção é continuarmos investindo na cidade, equiparando o terminal de Itajaí aos demais que operamos no planeta”, afirmou Sisco. O superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior destaca a importância dos investimentos da iniciativa privada para o Porto de Itajaí.

Walter Joos, superintendente do Teconvi, reconhece que para o crescimento da unidade da AMP em Itajaí também foram fundamentais os colaboradores, os clientes que operam na cidade e o bom relacionamento com a Autoridade Portuária, o Porto de Itajaí.

Gigantismo – A APM Terminals é uma das empresas com maior crescimento no setor de terminais portuários do mundo. Está presente em mais de 30 países, em cinco continentes, com mais de 50 terminais portuários e cerca de 14 novos projetos em desenvolvimento na Europa, América do Norte, América do Sul, Oriente Médio, Oeste da África, Mar Negro, Sul da Ásia e China. A base de clientes é composta por mais de 60 líderes globais do setor de transporte marítimo em contêineres.| João Henrique Baggio

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: