Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

17/03/2010 - 09:16

Complexo Portuário do Itajaí amplia número de atracações


Os resultados da movimentação do mês de fevereiro reforçam as expectativas otimistas que temos para o ano de 2010. As escalas de navios passaram de 97 em janeiro, para 102 em fevereiro. Já a movimentação acumulada no ano registra um total de 199 atracações, contra 116 atracações em igual período do ano passado. A movimentação de containers passou de 56,97 mil TEU em janeiro para 65,51 mil TEU em fevereiro, observando-se no acumulado do ano um total de 122,49 mil TEU, ante os 54,33 mil TEU operados no primeiro bimestre do ano passado. Os números foram divulgados durante a reunião ordinária de março co Conselho de Autoridade Portuária de Itajaí, na tarde do dia 16 de março (terça-feira).

“Esta movimentação está se refletindo na utilização já bastante intensiva dos dois principais terminais do complexo [Terminal de Contêineres do Vale do Itajaí (Teconvi) e Portonave SA - Terminais Portuários Navegantes], observando-se um total de 29 escalas de navios full container no Teconvi/Porto Publico e 52 escalas na Portonave”, afirma o superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior. Ele ressalta que, em determinados dias, existem janelas de atracação ocupando inteiramente os berços dos dois terminais, o que é bastante positivo.

Os principais avanços registrados no mês de fevereiro foram nas cargas de exportação, com 33,36 mil TEU e avanço de 15,49%. Já as exportações acumuladas no ano somam 62,24 mil TEU. Nos dois primeiros meses do ano as cargas exportadas responderam por 53% do volume operado pelo Complexo e, as importações, 47%.

Estado – A realidade do Complexo Portuário do Itajaí não é a é a mesma verificada pela indústria catarinense, que começou o ano pós-crise com significativo avanço nas importações e déficit na balança comercial, que fechou em US$ 652,7 milhões negativa. Somente no mês de fevereiro, as compras externas feitas pela indústria do Estado avançaram 52,8% em relação ao mesmo período de 2008, somando US$ 811,5 milhões, o maior volume da década para um único mês.

Os números são da Unidade de Política Econômica da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) e o aumento das exportações catarinenses no período foi bem mais modesto, de 13,8%. A explicação para a disparada das importações não é nova. O real valorizado frente ao dólar é apontado pela presidente da Câmara de Negócios Internacionais da Federação, Maria Tereza Bustamante. Porém, os incentivos concedidos pelo governo do Estado para as empresas que importam pelos portos catarinenses, segundo o primeiro vice-presidente da Fiesc Glauco José Côrte, também contribui para essa realidade.

A tendência é de que os avanços tenham continuidade no decorrer de 2010, uma vez que nos meses de janeiro e fevereiro o Complexo registrou o início de novos serviços. Neste início de ano retornaram à Itajaí os serviços SEAS [CMA-CGM e China Shipping], Maruba, NGEX [Hamburg Sud e Maersk] e L. Class [Maersk].

Brasil – Nos 18 dias úteis de fevereiro de 2010 a balança comercial brasileira apresentou superávit de US$ 394 milhões. No mês, as exportações somaram US$ 12,2 bilhões e as importações US$ 11,8 bilhões. A corrente de comércio foi de US$ 24 bilhões. Pelo critério da média diária, as exportações em fevereiro foram 27,2% maiores que o desempenho médio diário registrado no mesmo mês de 2009. As exportações de básicos somaram US$ 4,75 bilhões, valor recorde para meses de fevereiro e os embarques de produtos semimanufaturados totalizaram US$ 1,79 bilhão, o que representou um aumento de 37,7%, na mesma comparação. Nas importações a média diária ficou 50,8% acima da verificada em fevereiro do ano passado. | João Henrique Baggio | Crédito/foto:Ronaldo Silva Júnior.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: