Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

20/01/2010 - 09:15

Presidente do BID visita o Haiti e pede ampliação do auxílio

Em Porto Príncipe, Moreno propõe um aumento das doações para a reconstrução.

Porto Príncipe – O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, pediu hoje um aumento da ajuda financeira para o Haiti, que sofreu na semana passada o pior desastre natural de sua história.

Em visita à capital haitiana, que foi arrasada por um terremoto na última terça-feira, Moreno disse que solicitaria à Assembleia de Governadores do BID a destinação de recursos adicionais ao Haiti, o país mais pobre do hemisfério ocidental.

“Só andando pelas ruas de Porto Príncipe pode-se avaliar a magnitude desta catástrofe. É doloroso ver o sofrimento no rosto das pessoas”, disse ele. “Mas também vi inúmeros exemplos do espírito de resistência haitiano. O povo está determinado a vencer este desafio.”

O BID espera aprovar US$ 128 milhões em novas doações para o Haiti este ano. A proposta para a Assembleia de Governadores, em que estão representados todos os 48 países membros do BID, solicitaria mais recursos para o Fundo de Doações que financia essas operações.

A Assembleia de Governadores poderia também considerar a possibilidade de ampliar o alívio da dívida para o Haiti, além dos US$ 511 milhões de cancelamento da dívida anunciados no ano passado. No momento, a dívida pendente está em US$ 441 milhões em dólares norte-americanos e US$ 6 milhões em moeda local, por empréstimos que estão financiando investimentos em setores chave como estradas, água e saneamento, eletricidade e agricultura.

A maior parte dessa dívida refere-se a empréstimos subsidiados de 40 anos aprovados entre 2004 e 2007 e, portanto, ainda dentro do período de carência de 10 anos para o pagamento do principal. Os pagamentos dos juros estão sendo cobertos com recursos de um fundo fiduciário formado por países doadores. Desde 2007, o BID fornece apenas doações para o Haiti.

Na semana passada, imediatamente após o terremoto, o BID ofereceu ao governo haitiano o redirecionamento de recursos de operações existentes para trabalhos de emergência e esforços de reconstrução. A carteira do BID conta, atualmente, com US$ 330 milhões, dos quais cerca de US$ 90 milhões poderiam ser rapidamente mobilizados para projetos prioritários.

Atividades em Porto Príncipe - Moreno visitou áreas da capital atingidas pelo terremoto, incluindo o distrito em que o BID tinha seus escritórios. O representante do BID no país, Eduardo Almeida, está trabalhando para estabelecer uma base de operações alternativa.

Moreno também foi ao local onde se situava a sede das Nações Unidas. Um ex-representante do BID no Haiti, Philippe Dewez, estava no prédio quando este desmoronou. Moreno expressou suas condolências à esposa e filhos de Dewez, que havia permanecido no Haiti após sua aposentadoria, em novembro, para assessorar o governo haitiano.

Além disso, Moreno reuniu-se com comandantes militares brasileiros que lideram as tropas da força de paz da ONU no Haiti. Eles inspecionaram o local de um proposto acampamento para pessoas que ficaram desabrigadas devido ao terremoto e discutiram o papel potencial do BID na assistência para transformar o acampamento em um bairro com moradias e serviços básicos permanentes.| BID

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira