Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/12/2009 - 06:32

Encontro da ABEEólica comemora sucesso do primeiro leilão

Em clima de comemoração pelo grande sucesso registrado no primeiro leilão exclusivo de energia eólico, a ABEEólica realizou no dia 17 de dezembro (quinta-feira), seu jantar de confraternização de final de ano, com a presença de representantes das empresas associadas, fabricantes, investidores, políticos, representantes do governo e outras entidades.

O clima otimista ficou evidente nas declarações do presidente da ABEEólica, Lauro Fiuza Jr., e dos demais participantes e homenageados do evento. “O leilão foi um marco muito significativo para quebra de alguns mitos - o maior deles é o de que a energia eólica é cara -, mostrando que ela é a segunda mais competitiva dentre as renováveis, atrás apenas da hidrelétrica”, ressaltou o presidente da ABEEólica, no discurso de abertura. Ele lembrou que o leilão foi realizado no mesmo momento em que líderes de todo o mundo se reuniam na COP-15, para discutir um acordo de redução das emissões de gases de efeito estufa. “A energia eólica está presente nas discussões do clima, pois é a que mais cresce no mundo entre as energias renováveis”, observou Fiuza Jr.

Em sua viagem à Dinamarca, no período da COP-15, o presidente da ABEEólica tomou posse do conselho da GWEC (Global Wind Energy Council), a entidade mundial do setor de energia eólica. “Pela primeira vez, a América Latina, representada por nós, foi convidada a participar deste conselho”, contou, ao destacar que ”o Brasil é visto hoje como exemplo de economia responsável e desenvolvimento acelerado”

Reforçando a afirmação do presidente da ABEEólica, Pedro Teixeira, filho do deputado Paulo Teixeira – um dos homenageados pela entidade, no encontro de final de ano – destacou que “o Brasil está dando um exemplo de combate ao efeito estufa com o desenvolvimento das energias renováveis”.

Sebastião Florentino da Silva, da Eletrobrás - outro nome importante homenageado pela ABEEólica, por sua valiosa contribuição no Proinfa -, observou que o Brasil demorou a perceber que a eólica é um importante complemento à energia hidráulica.

“Após esse primeiro leilão, a eólica vira uma realidade. O processo de instalação da eólica pode se acelerar, para abastecer o mercado nacional, cujo consumo vai continuar subindo”, afirmou Sebastião Florentino. Ele observou que, com a chegada de fornecedores que têm tecnologia de ponta, a própria indústria vai acelerar o processo de competitividade. “Isso ficou visível no leilão, pois a indústria contribuiu para baixar os preços negociados”, acrescentou.

Jorge Trinkenreich, da PSR Consultoria, e representantes de empresas associadas também manifestaram otimismo com o novo cenário que se abriu para a eólica a partir do certame. “O leilão foi um sucesso. A contratação de 753 MW médios foi muito além da expectativa do mercado, em função das dificuldades encontradas pelo setor em aspectos como o índice de nacionalização, a falta de investidores e de um programa de longo prazo”, observou marco Aurélio Palópoli, vice-presidente da Servtec. “Este foi o pontapé inicial para termos, no futuro, grandes grupos interessados no mercado brasileiro.”

Na avaliação do vice-presidente da Servtec, a contratação de 1.805 MW no leilão ajudou a romper um círculo vicioso, no qual a falta de demanda ajuda a manter os preços altos. “Os próprios fabricantes, vendo essa perspectiva, ajudaram os empreendedores a viabilizar os preços do leilão”, observou Palópoli, ao lembrar que 80% dos custos da eólica estão nos aerogeradores.

Para Ricardo Simões, da Brennand Energia, “o leilão foi uma grande conquista e consolida o setor de energia eólica no Brasil, atraindo mais fabricantes e investidores“. Ele observou, contudo, que é fundamental haver novos leilões exclusivos. “Os preços verificados no certame devem ser analisados considerando a taxa de câmbio e a situação mundial favorável, mas sem esses dois fatores, dificilmente esses patamares voltarão a ser registrados”, alertou.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: