Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

05/02/2009 - 10:21

Petrobras investirá US$ 92 bi em Exploração e Produção no Brasil até 2013


Destes, US$ 29 bilhões serão destinados aos projetos do pré-sal nas bacias de Santos e Campos – aí incluídos os programados para o Parque das Baleias, no litoral do Espírito Santo.

O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, apresentou à imprensa no dia 4 de fevereiro (quarta-feira), o Plano de Negócios destinado à área de E&P para o período de 2009 a 2013, que prevê investimentos de US$ 92 bilhões, somente no Brasil. Esse valor representa um crescimento de US$ 26,9 bilhões com relação ao plano anterior (2008/2012), que previa US$ 65,1 bilhões. “ Com esses investimentos, a estimativa da empresa é aumentar a produção nacional de petróleo para 2 milhões e 680 mil barris por dia (bpd) em 2013”, afirmou o diretor à imprensa.

“Do total que será investido em E&P, cerca de US$ 29 bilhões serão destinados somente aos projetos do pré-sal nas bacias de Santos e Campos – aí incluídos os programados para o Parque das Baleias, no litoral do Espírito Santo. A projeção é que em 2013 os campos do pré-sal atinjam uma produção de 219 mil bpd, volume que deverá ser elevado para cerca de 1 milhão 800 mil barris por dia em 2020, incluindo produção da Petrobras e de seus parceiros. O volume praticamente irá dobrar a atual produção diária da Companhia no Brasil”, frisou Estrella.

“A intensificação da atividade exploratória é outro pilar do novo plano. A previsão é que a Petrobras invista US$ 13,8 bilhões até 2013 na exploração de 278 blocos nas bacias da Margem Equatorial, do Ceará e Potiguar, do Solimões, de Sergipe e Alagoas, da Bahia Sul, do São Francisco, do Espírito Santo, de Campos, Santos e Pelotas.

“ A Companhia espera chegar a 2013 com uma produção total de óleo e gás, incluída a contribuição de seus campos no exterior, de cerca de 3,6 milhões barris de óleo equivalente por dia (boed). Um volume que deverá alcançar 5,1 bilhões boed em 2020. A meta é atingir um índice de conteúdo local de 53% na construção das unidades de produção” ,adiantou Guilherme.

Novos projetos de produção - “Em 2009 a empresa deverá colocar em produção cinco novos sistemas de produção de óleo e cinco de gás. Além do Teste de Longa Duração de Tupi, no pré-sal da bacia de Santos, entrarão em operação sistemas de produção nos campos de Jabuti, Frade, Parque das Conchas e a plataforma P-51, no campo de Marlim Sul, todos na Bacia de Campos. Ainda em 2009, estão previstos, também, a expansão do projeto de gás de Manati, na bacia de Camamu/Almada, na Bahia, além dos campos de gás de Lagosta, na bacia de Santos; Canapu e Camarupim, na bacia do Espírito Santo; e Urucu, na bacia do Solimões.

O Plano de Negócios prevê que até 2010 as primeiras plataformas que viabilizarão a produção do pré-sal estejam em operação, como o sistema piloto de Tupi, na Bacia de Santos – com capacidade para produzir 100 mil bpd – e a unidade destinada à produção do Parque das Baleias – que inclui os campos de Cachalote, Baleia Franca e Baleia Anã, no litoral do Espírito Santo. Para 2013, está prevista a entrada do segundo sistema de produção do pré-sal da bacia de Santos, na acumulação de Guará.

Além da produção no pré-sal, para 2011 o Plano prevê o início de operação das plataformas P-57, no campo de Jubarte, na Bacia do Espírito Santo, e P-56, no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos. No ano seguinte, a previsão é a entrada em produção da unidade destinada ao campo de Baleia Azul, no Espírito Santo.

Para 2013, a companhia espera iniciar a operação, na bacia de Campos, das plataformas P-62 e P-55 – ambas no campo de Roncador – e P-61 e P-63 – ambas no campo de Papa-Terra” continuou o executivo.

Gás - “O aumento da oferta de gás será promovido por projetos de produção não-associada ao óleo nos campos de Uruguá–Tambaú, com capacidade de 8 milhões m3/dia, e Mexilhão, que poderá produzir até 15 milhões m3/d. Previstos para começarem a produzir em 2010, esses projetos fazem parte do Plano de Antecipação de Produção do Gás (Plangas), cuja prioridade é o aumento da oferta do gás nacional. Para 2011, a Petrobras espera colocar em operação os projetos de Juruá e Araracanga” , revelou Guilherme Estrella

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira