Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT RSS BOLETIM TV FATOR BRASIL LINKS PageRank
Busca: OK
CANAIS

06/11/2008 - 06:26

Braskem: EBITDA alcança R$ 683 milhões no 3T08


Margem EBITDA no período foi de 13,6%.

BRASKEM S.A. (Bovespa: BRKM3, BRKM5 e BRKM6; NYSE: BAK; LATIBEX: XBRK), líder em resinas termoplásticas na América Latina e a terceira maior produtora de resinas das Américas, divulgou no dia 5 de novembro (quarta-feira), o resultado do 3º trimestre de 2008 (3T08). Esse release se baseia em informações consolidadas que incluem 100% dos resultados da Ipiranga Química, da Ipiranga Petroquímica e da Copesul, com a respectiva eliminação das participações de minoritários em todas essas empresas, bem como a consolidação proporcional, de acordo com a instrução CVM 247, da participação na Cetrel S.A. - Empresa de Proteção Ambiental. Para permitir a análise dos resultados em bases comparáveis, as informações relativas ao 9M07 estão em base pro forma. Os dados utilizados para a elaboração das informações financeiras pro forma são provenientes das informações trimestrais revisadas por auditores externos independentes. Em 30 de setembro de 2008, a taxa de câmbio Real/Dólar era de R$ 1,9143/US$ 1,00.

Segundo Bernardo Gradin, diretor-presidente da Braskem: “As equipes da Braskem mantiveram o foco na maximização da rentabilidade operacional do negócio e na manutenção da competitividade da cadeia petroquímica durante todo o trimestre. Apesar do preço da nafta ter se mantido em patamares elevados, fomos capazes de melhorar as nossas margens e elevar as taxas de utilização das nossas unidades industriais. No plano financeiro, o sucesso da operação de pré-pagamento de exportações de US$ 725 milhões concluiu o alongamento do empréstimo-ponte feito para aquisição dos ativos petroquímicos do Grupo Ipiranga e nos dá tranqüilidade na gestão do nosso endividamento. Vale destacar também a conclusão da incorporação da Ipiranga Petroquímica e da Copesul pela Braskem, o que possibilita a aceleração da captura de sinergias. Em face do cenário ainda mais desafiador que se estabelece, a nossa equipe permanece concentrada em preservar a solidez financeira da Companhia através da manutenção de níveis de caixa compatíveis com a agenda de endividamento bem como pela otimização do capital de giro e redução dos custos fixos.”

Principais destaques: Efeito cambial impacta lucro da Braskem: O efeito da desvalorização do real em 20,3% sobre a exposição líquida da Braskem ao dólar impactou negativamente o resultado financeiro da Companhia em R$ 1.351 milhões no 3T08. Esse efeito foi o principal fator para o prejuízo de R$ 849 milhões observado no trimestre.

Crescimento do mercado brasileiro de resinas foi de 9% nos 9M08: A demanda brasileira de resinas termoplásticas (PE, PP e PVC) cresceu 9% nos 9M08, liderada por PVC com 20% de aumento, e impulsionada pelo crescimento da economia brasileira e também pela recomposição de estoques na cadeia. 1.3 Receita Líquida atinge R$ 5 bilhões: A receita líquida no 3T08 alcançou R$ 5 bilhões. O crescimento de 14% em relação à receita registrada no 2T08 reflete melhores volumes e preços de petroquímicos básicos – principalmente eteno, propeno e BTX (benzeno, tolueno e xilenos).

O EBITDA1 da Braskem no 3T08 alcançou R$ 683 milhões, com margem de 13,6%: A Braskem registrou EBITDA de R$ 683 milhões no 3T08, com margem sobre a receita líquida de 13,6%, 1,8 p.p. maior que a margem do 2T08. A recuperação dos preços de resinas no mercado doméstico e as maiores receitas com petroquímicos básicos compensaram os maiores custos de nafta no período.

Braskem incorpora Copesul, Ipiranga Petroquímica e Petroquímica Paulínia: A Braskem concluiu, em 30 de setembro, as incorporações das companhias Ipiranga Petroquímica (IPQ), Petroquímica Paulínia (PPSA) e de parcela cindida de Ipiranga Química (IQ), que inclui as participações na IPQ e na Isatec – Pesquisa Desenvolvimento e Análises Químicas Ltda. A Copesul havia sido incorporada pela IPQ no dia 11 de setembro, passando também a integrar a Braskem. Para a operação foram emitidas 1.506.061 ações PNAs, que foram entregues aos minoritários da IPQ, referentes a 0,7% do capital da mesma. A Braskem já detinha 100% do capital de IQ e PPSA, bem como 99,3% da IPQ. Com as incorporações, o capital social da Braskem passou a ser de R$ 5,4 bilhões, divididos em 524.391.654 ações, sendo 196.714.190 ações ordinárias, 326.874.398 ações PNA e 803.066 ações PNB. Esse passo possibilita a aceleração da captura das sinergias anunciadas, o que vai proporcionar a ampliação da geração de caixa da Companhia.

Braskem emite US$ 725 milhões em pré-pagamento de exportações: A Braskem anunciou em 9 de outubro de 2008 a conclusão da operação de pré-pagamento de exportação, no valor de US$ 725 milhões com o custo de Libor + 1,75 p.p. e duração de 5 anos, com carência de 3 anos. Com isso, a Companhia concluiu com sucesso o alongamento do empréstimo-ponte para a aquisição dos ativos petroquímicos do Grupo Ipiranga, que foi de US$ 1,2 bilhão. Posteriormente, a Braskem realizou operação de swap que travou a cotação da Libor para o período da operação em 3,85% a.a. Com isso o pré-pagamento de exportação terá seu custo de Libor+1,75 p.p. alterado para um custo pré-fixado de 5,6% a.a. A Braskem está concentrada em manter sua liquidez e solidez financeira ao longo dos próximos períodos, com níveis de caixa compatíveis com sua agenda de endividamento e suas necessidades de capital de giro.

Braskem avança em projetos de Resina Verde: Primeira empresa a produzir mundialmente um polietileno certificado com matéria-prima 100% renovável, a Braskem assinou no dia 25 de setembro um acordo para desenvolver atividades conjuntas de comercialização de polietileno verde na Ásia com a Toyota Tsusho, trade company da Toyota Corporation. A Braskem planeja iniciar a produção de sua planta de 200 mil toneladas de PE Verde no início de 2011, já tendo iniciado o processo de procura de seus compressores. A Companhia anunciou também a certificação do primeiro polipropileno com matéria-prima 100% renovável, com as mesmas características e propriedades do polipropileno tradicional. O PP foi analisado pelo laboratório Beta Analytic Inc., referência mundial em análise de isótopos de carbono. A Braskem já havia recebido certificações para o polietileno de alta densidade e de baixa densidade linear pelo mesmo laboratório.

Braskem avança no 2º programa de Recompra de Ações: A Braskem recomprou, até 30 de setembro último, 7.271.000 ações PNAs, equivalentes a 2,2% do total de ações PNAs, dentro do seu 2º programa de recompra de ações. O programa foi iniciado em 6 de março de 2008 e seguirá até 2 de março de 2009. A Companhia poderá recomprar até 19,9 milhões de ações PNAs, sendo que 37% desse montante já foram efetivados. 1.9 Política conservadora de uso de derivativos: A Braskem mantém uma política de gerenciamento de riscos conservadora, com normas rígidas proibindo negociação especulativa e vendas a descoberto. Nesse contexto, a Braskem não possui operação de target forward ou outros derivativos similares. Com praticamente 100% da receita vinculada, direta ou indiretamente, à variação do dólar e cerca de 85% dos seus custos também atrelados à essa moeda, a Companhia considera um “hedge natural” a manutenção de uma parcela significativa do seu endividamento também em dólares. Esse posicionamento está baseado no princípio que a dívida da Companhia deve estar na mesma moeda de sua geração de caixa. Para proteção do fluxo de caixa de curto prazo, a Braskem busca equilibrar os vencimentos de obrigações em dólares com as receitas também em dólares somadas ao seu caixa aplicado nesta moeda. Os limites dessa política de proteção do fluxo de caixa foram definidos e aprovados pelo Conselho de Administração da Braskem em 2004. Ao final de setembro de 2008, a Companhia possuía três operações de derivativos com finalidade de hedge e características de vencimento, moedas, taxas e montantes que se adéquam perfeitamente aos ativos ou passivos que estão protegendo. Quaisquer cenários que se apresentem, ajustes positivos ou negativos nos hedges serão contrapostos por ajustes negativos ou positivos nos ativos e passivos protegidos pelos mesmos.

Enviar Imprimir
© Copyright 2006 - 2014 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira