Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/06/2008 - 12:02

Livro da Contexto conta os 200 anos da imprensa brasileira

História da imprensa no Brasil reúne pesquisa atualizada e novas análises sobre os fatos que transformaram a imprensa brasileira, como o primeiro jornal, as revistas, a censura, a abertura política, o impeachment, a tecnologia e as novas formas de levar as notícias

A Editora Contexto comemora os 200 anos da imprensa brasileira lançando o livro História da imprensa no Brasil. 1808, ano em que a Corte portuguesa chegou ao Brasil, foi uma data repleta de acontecimentos que marcariam a nossa história. Um dos mais relevantes é o nascimento da imprensa. Em junho daquele ano, Hipólito da Costa, um fervoroso crítico do governo real, fundou o jornal Correio Braziliense. O periódico era editado do outro lado do oceano: em Londres. Três meses depois saía a Gazeta do Rio de Janeiro, jornal oficial da imprensa Régia de Dom João VI.

Para contar como foram esses anos, de Hipólito à internet, a Editora Contexto convidou as historiadoras Tania Regina de Luca e Ana Luiza Martins, para organizar História da imprensa no Brasil. Qual a relação do cidadão com a imprensa? Qual seu papel ao longo da história? O livro mostra como a imprensa começou e como vem atuando duplamente: tanto como observadora quanto como protagonista da nossa história. Revela a relação com os poderosos, descreve bastidores da imprensa alternativa, e demonstra como a tecnologia altera a forma de comunicação.

O livro é dividido em três partes. A primeira, Primórdios da imprensa no Brasil, retoma o período fundador e heróico da constituição da palavra impressa. A segunda, Tempos eufóricos da imprensa republicana, carrega a idéia de Ordem e Progresso e é marcada pelas conquistas técnicas do então "novo século", o xx. Mas esse mesmo Brasil permanecia oligarca, monocultor, analfabeto. A terceira, De 1950 aos nossos dias, retrata a complexidade da grande imprensa, regida pelo pêndulo do mercado, irremediavelmente associado à engrenagem capitalista.

Dessa forma, o livro alcança seus dois principais objetivos. O primeiro é o de dar conta de uma história da imprensa no Brasil, valendo-se dos estudos pontuais de especialistas que refletem sobre o rico fazer histórico da imprensa brasileira. O segundo é o de elaborar uma história sistemática e abrangente do fazer jornalístico.

Ao reunir um time de especialistas renomados de diversas áreas e de visões diferentes, História da imprensa no Brasil impõe-se como uma obra indispensável nas estantes. Ele foi idealizado para ser uma referência aos estudantes e profissionais de jornalismo. Além de ser uma obra histórica para os que respeitam, para os que amam e até para os que temem a imprensa.

As organizadoras - Ana Luiza Martins é doutora em História Social pela FFLCH-USP, historiadora do Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo). Pela Contexto publicou O despertar da República e História do café.

Tania Regina de Luca é doutora em História Social pela FFLCH-USP é professora dos cursos de graduação e pós-graduação da Unesp/Assis e pesquisadora do CNPq. Pela Contexto é co-autora de História da cidadania e Fontes históricas. Ganhou o prêmio Jon M. Tolman, da Brazilian Studies Association (BRASA) em 2008.

Os autores - Ana Maria de Abreu Laurenza é jornalista. Mestre e doutora em Ciências da Comunicação, área Jornalismo, pela Escola de Comunicação e Arte da USP.

Antonio Arnoni Prado é professor titular de Teoria Literária da Unicamp.

Cláudio Camargo é jornalista e sociólogo. Subeditor de internacional da Folha de S.Paulo (1987 a 1993). Editor de Internacional (1995-2006) e de Brasil da revista IstoÉ. É co-autor de História das guerras, História da paz e de Faces do fanatismo, publicados pela Contexto.

Ilka Stern Cohen é doutora em História Social pela FFLCH/USP. Pela Contexto é co-autora do Dicionário de datas da história do Brasil.

Flávio Aguiar é professor aposentado da FFLCH/USP. Foi editor de Cultura do jornal Movimento e colaborou com diversos jornais alternativos durante a ditadura de 1964. É editor-chefe da agência de notícias virtual Carta Maior e é seu correspondente em Berlim.

Luiza Villaméa é jornalista, trabalhou nos jornais Folha da Tarde e O Globo e nas revistas Veja e IstoÉ, onde atualmente é editora. Mestranda em História na USP.

Marco Morel é doutor em História pela Universidade de Paris I, é professor do Departamento de História da UERJ, jornalista.

Maria de Lourdes Eleutério é doutora em Sociologia pela FFLCH/USP. Professora do curso de Jornalismo da Universidade Anhembi-Morumbi.

Thomaz Souto Corrêa é jornalista, vice-presidente do Conselho Editorial do Grupo Abril e consultor editorial.

Livro: História da imprensa no Brasil: Organizadoras: Tania Regina de Luca e Ana Luiza Martins | Formato: 16 x 23 cm; 304 páginas | Preço: R$ 49,00.

Enviar Imprimir

English French German Spain Italian Dutch Russian Japanese Korean Arabic Chinese Simplified Portuguese

© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: