Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

20/06/2022 - 17:46

LGPD: dicas para se adequar a lei


A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) chegou e transformou o mundo dos dados. Adequar-se às normas já é mais que recomendável, é necessário para evitar transtornos jurídicos e transtornos financeiros, no que diz respeito ao direito digital .

Por isso, separamos 5 dicas que vão ajudar a sua empresa a enquadrar os processos à LGPD. Confira!

Entenda as diretrizes da lei — Primeiramente, para se adequar corretamente aos princípios da LGPD, é preciso entender quais são as principais diretrizes que regem a lei. É baseado nisso que todas as novas exigências foram criadas. Desse modo, você poderá revisar os seus processos internos. Entre as diretrizes previstas na LGPD, estão: adequação, necessidade, finalidade, livre acesso, transparência, segurança e qualidade dos dados. Bem como prevenção, não discriminação, responsabilização e prestação de contas. Todos os aspectos refletem grandemente no direito empresarial .

Conscientize seus colaboradores — É fundamental que toda a organização tenha consciência sobre as normas da LGPD e se adapte, urgentemente, a essa nova realidade. Importante enfatizar aos colabores a mensagem de que cada um deve estar comprometido com a necessidade de proteção dos dados do usuário. Principalmente quando falamos em internet, onde entra o direito digital.

É preciso que isso seja uma cultura da companhia. E lembre-se: colete informações sobre uma pessoa com consentimento e apenas o que é essencial.

Tenha uma equipe responsável pelos dados — Recomendamos que você define os responsáveis pelos dados, a fim de garantir a eficiência no processo. Até porque as novas diretrizes da LGPD não dão brechas para flexibilidades e todo negócio que realiza tratamento de dados pessoais deve apontar um encarregado por tais informações.

Revise as políticas de segurança de dados— É extremamente importante saber como funciona o processo de captação de dados dentro da sua empresa. Claro que, quem tem acesso e como eles são processados, afinal, novas exigências foram criadas e necessitam ser incorporadas e, muitas companhias, inclusive, já implantaram um sistema de cybersecurity.

Só assim é possível avaliar e revisar os processos internos, conferindo se tudo está de acordo com as diretrizes.

Implante soluções de proteção e prevenção contra ataques Conforme as novas diretrizes, as empresas são obrigadas a usar medidas técnicas para proteger os dados dos seus usuários. Assim, elas ficam prevenidas de ataques, vazamentos ou ameaças. Adotar soluções de proteção de e-mail, por exemplo, é uma alternativa. Afinal, o e-mail consiste em uma das principais portas de entrada para ameaças. Para te auxiliar em todo o processo, você pode contar com especialistas de um escritório de advocacia full service. Os profissionais têm amplo conhecimento em várias áreas jurídicas, como direito trabalhista , direito digital e compliance.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira