Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/01/2022 - 09:07

Professora Katalin Karikó ganha prêmio de Ciências da Solvay


Ela é pioneira no desenvolvimento de pesquisas de mRNA usada em vacinas. O prêmio Science for the Future Solvay de 2022, no valor de 300 mil euros, marca o aniversário de 100 anos da primeira Conferência de Química da Solvay. Pesquisa pioneira em tecnologia de mRNA desenvolvida pela professora Katalin Karikó está definindo radicalmente o futuro da medicina.

O prêmio Science for the Future Solvay de 2022 foi concedido a Katalin Karikó, professora adjunta da Universidade da Pensilvânia (EUA) e professora da Universidade de Szeged (Hungria), por seu trabalho na modificação bioquímica do RNA mensageiro (mRNA )produzido sinteticamente, o que permitiu o rápido desenvolvimento de vacinas.

Sua pesquisa foi usada principalmente pela Pfizer/BioNTech e Moderna para criar vacinas de mRNA contra a COVID-19, e que estão salvando muitas vidas ao longo do planeta. A pesquisa também poderá no futuro ajudar a combater outras doenças como câncer, infecção por gripe, malária ou HIV.

A professora Karikó tem dedicado sua carreira de pesquisadora científica de 40 anos ao uso do RNA como terapia, tendo a química como elemento principal para modificar o mRNA para evitar o risco de rejeição pelo sistema imunológico. “Estou emocionada e honrada com este reconhecimento”, disse a professora Karikó. “Quando penso na minha longa jornada, sinto gratidão por todos aqueles que me ajudaram a chegar lá: minha família compreensiva, meus professores, mentores e colegas inspiradores”, afirmou ao tomar conhecimento da premiação.

O mRNA é o roteiro genético que carrega as instruções do DNA para a máquina de produção de proteínas de cada célula, orientando cada uma delas para fazer seus próprios medicamentos. Em 2005, a professora Karikó, foi codescobridora de que quando uma uridina modificada, como a pseudo uridina, presente no tRNA (RNA de transferência), era incorporada ao mRNA sintetizado in vitro, ela se tornava não imunogênica. Este foi o início de estudos subsequentes que levaram à geração do mRNA ideal para terapias e ao potencial para muitas aplicações na saúde humana.

—A professora Karikó está realmente reinventando o progresso científico —disse Ilham Kadri, CEO da Solvay. —Como a segunda mulher a ganhar o prêmio, ela é uma grande inspiração e estou muito orgulhosa de lhe conceder este prêmio em nome da Solvay, cujo fundador promoveu ativamente a ciência para o bem da humanidade e das gerações futuras. Através de sua incrível determinação, ela alcançou um grande avanço para a humanidade que revolucionará o tratamento de muitas doenças— acrescentou.

Criado em 2013, o Prêmio Solvay reconhece a cada dois anos um cientista por grandes descobertas que destacam o papel essencial da ciência e da química para ajudar a resolver alguns dos desafios mais prementes do mundo. O prêmio de 2022 dá continuidade ao legado de Ernest Solvay e marca o aniversário de 100 anos da primeira Conferência de Química da Solvay. Há 100 anos, a Solvay reúne as mentes científicas mais brilhantes e a vencedora de 2022 foi selecionada por um júri independente de cientistas renomados, incluindo dois ganhadores do Prêmio Nobel. A inovação baseada na ciência impulsiona a estratégia da Solvay e é parte essencial do DNA da empresa.

A cerimônia de premiação, com transmissão ao vivo, será realizada no Palais des Académies, em Bruxelas, na Bélgica, em 29 de março, na presença do Rei Philippe da Bélgica, Além disso, um evento exclusivo para a imprensa também será realizado na mesma data, com detalhes a serem compartilhados nas próximas semanas.

O Prêmio Science for the Future Solvay — Criado em 2013, o Prêmio Solvay perpetua a paixão e o apoio ao longo da vida de Ernest Solvay pela pesquisa científica . Ele premia um único beneficiário por contribuições fundamentais para a química com potencial impacto industrial. O amplo campo do prêmio contempla a química em todos os seus aspectos, como síntese, ciência dos materiais, matéria mole, biofísica ou bioquímica, engenharia química, ciências ambientais ou certos aspectos da biologia molecular.

As indicações são feitas por membros do comitê científico de química e do comitê consultivo (passado e presente) dos Institutos Internacionais Solvay de Física e Química, participantes das Conferências de Química da Solvay, membros de organizações científicas internacionais de prestígio e químicos renomados.

O prêmio é concedido a cada dois anos para homenagear realizações de destaque em ciência básica (não necessariamente relacionada às atividades de negócios da Solvay): o primeiro foi para o professor Peter G. Schultz em 2013; Professor Ben Feringa em 2015 (laureado com o Prêmio Nobel de Química em 2016); Professor Susumu Kitagawa em 2017; e a professora Carolyn Bertozzi em 2020.

A Conferência Solvay de 1927, provavelmente a foto com o maior número de mentes brilhantes já tirada, em que 17 dos 29 participantes haviam sido ou se tornaram posteriormente vencedores do Prêmio Nobel

O Grupo Solvay — A Solvay é uma empresa de ciências cujas tecnologias oferecem benefícios em muitos aspectos da nossa vida cotidiana. Com 23 mil empregados em 64 países, a Solvay une pessoas, ideias e elementos para reinventar o progresso. O Grupo busca criar valor compartilhado sustentável para todos, principalmente por meio do programa Solvay One Planet, elaborado em torno de três pilares: proteger o clima, preservar recursos e promover uma vida melhor. As soluções inovadoras do Grupo contribuem para produtos mais seguros, limpos e sustentáveis, que podem ser encontrados em residências, alimentos e bens de consumo, aviões, carros, baterias, dispositivos inteligentes, equipamentos de saúde, sistemas de purificação de água e ar. Fundada em 1863, a Solvay está hoje entre as três principais empresas do mundo na maioria de suas atividades e obteve vendas líquidas de € 8,9 bilhões em 2020. A Solvay está listada na Euronext Brussels (SOLB) e Paris e nos Estados Unidos, onde ações (SOLVY) são negociadas por meio de um programa de ADR Nível I. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia. | www.solvay.com

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira