Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

17/09/2021 - 05:46

Connection 2021 — tarde do primeiro dia


Seguros inclusivos, LGPD e as mulheres no setor. Também estiveram em debate os motivos pelos quais o Brasil é um dos países que menos consome seguros de vida, e as inovações dos planos de saúde durante a pandemia.

A segunda parte do primeiro dia do Connection 2021 começou com uma palestra que vai surpreender muita gente, ainda mais depois das, infelizmente, centenas de milhares de mortes no Brasil pela Covid19: Por que as pessoas não compram seguro de vida? Segundo estudo da Universidade de Oxford, apenas 8% da população brasileira possui seguro de vida. O CEO da Station Cor e influenciador digital de seguro, Rodrigo Rosa, ressaltou que é preciso haver uma mudança na cultura de seguros dos brasileiros.

— Dizer que seguro de vida atrai morte é o mesmo que dizer que estepe atrai pneu furado, ou que fechadura atrai ladrão. Essa é uma das principais crenças limitantes no seguro de vida — observou Rosa. Em seguida, no case Especialização: o ponto de virada para o crescimento da AG Plan Corretora de Seguros, Alex Guedes, diretor da empresa, enfatizou a importância das conexões diretas no mercado. — Entrar em contato com o cliente e buscar indicações são dicas importantes para o corretor de seguros. Buscar união com outros corretores sempre é uma boa saída — ressaltou.

O primeiro painel da tarde debateu Seguros para médias e grandes empresas: as expectativas e necessidades dos gerentes de riscos. Mediado pelo chefe de Departamento Financeiro da Eletrobras Eletronuclear, Luiz Otavio Artilheiro, o foco foi no corretor e sobre como deve resolver os problemas do cliente.

— O diferencial do corretor de seguros, para mim, é o bom relacionamento e a capacidade de me oferecer ideias e soluções para os problemas do cotidiano — ressaltou a coordenadora de seguros, garantias e previdência da AES Brasil, Fernanda Bosan. Para o gerente de riscos da Martins, Idenes Magalhães Júnior, — o primeiro passo, para o corretor de seguros, é entender sobre o negócio do cliente e oferecer o que vai atendê-lo— . E completou questionando: — Você, corretor de seguros, conhece realmente o seu cliente?—.

O insurance manager da Iochpe-Maxion e conselheiro da Associação Brasileira de Gerenciamento de Risco (ABGR), Wilnner Eduardo Silva, destacou a importância de melhorar sempre a relação custo-benefício do seguro contratado. — Nossa intenção é fazer avaliações constantes. Eu não quero apenas fazer uma renovação no seguro, por exemplo, mas sim conquistar benefícios para a minha empresa — explicou ele.

LGPD — Na sequência, uma entrevista do jornalista Bernardo Tabak, da VTN Comunicação, com o CEO da Diferenciall, Alexandre Pinto, tratou de um assunto imprescindível para o mercado de seguros hoje: LGPD – O que você realmente precisa saber. — A grande questão da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) não está nas multas, que podem ocorrer e serem pesadas, mas sim na reputação. As grandes empresas vão se adequar e querem que seus prestadores de serviços também estejam adequados, pois a lei fala sobre o controlador e o operador. A seguradora é a grande controladora dos dados, e os corretores são os operadores — sintetizou Pinto.

O segundo painel da tarde tratou de Seguros inclusivos: uma oportunidade para o corretor de seguros. Com a mediação do presidente da Associação Nacional das Microsseguradoras (ANM), Edson Calheiros, o tema girou em torno de como fazer com que grupos sociais ainda não atendidos plenamente pelo mercado tenham acesso à proteção. — O crescimento do digital no nosso setor faz com que o seguro se transforme em uma ferramenta importante, em especial com a criação das poupanças sociais — observou o diretor comercial da Sudaseg Seguradora, David Novloski. Já o CEO da Europ Assistance, Newton Queiroz, concluiu: — O corretor vem se reinventando para ofertar novos produtos e soluções para seus clientes. O seguro inclusivo é muito útil para diferentes públicos—.

Em seguida, o especialista da Search Optics, Eduardo Cortez, apresentou a palestra Como fazer 30 vendas em 30 dias no segundo maior mecanismo de buscas da Internet. E revelou qual é essa ferramenta: — Se você está interessado em apostar em algo novo para impulsionar de vez as suas vendas, o Youtube é o melhor caminho. E a hora de apostar é essa—.

O penúltimo painel do primeiro dia tratou de uma das coberturas mais vendidas do país: Saúde digital: as novas demandas do consumidor de planos de saúde. Mediado pelo ex-presidente do CCS, Fabio Izoton, representantes de grandes seguradoras do país contaram como se adaptaram ao cenário da pandemia e continuaram a conquistar clientes. — A Bradesco Seguros sempre se coloca na vanguarda das melhores iniciativas para os clientes. Em meio ao cenário atual, realizamos iniciativas como a implementação da telemedicina e investimento na maior capacitação dos nossos corretores — destacou o superintendente comercial da Bradesco Seguros, Emanuel Nascimento.

O atendimento virtual também foi a aposta da Unimed-Rio. — Hoje, conseguimos que os pacientes tenham contato à distância não com médicos aleatórios, mas sim com aqueles que ele já consultava antes da pandemia — contou o superintendente de Mercado e Operações da empresa, Mauro Madruga.

Mulheres em destaque - O encerramento do primeiro dia do Connection 2021 foi delas, no painel Desafios e experiências das mulheres no mercado de seguros. À frente do debate estava a presidente da Associação das Mulheres do Mercado de Seguros - Sou Segura, Simone Vizani. Entre as convidadas, a head de Energy & Construction para América Latina da Allianz, Patrícia Merluzzo, que afirmou já ter passado por constrangimentos: — Eu nunca vi discriminação explícita entre homens e mulheres no nosso mercado, mas passei por situações que foram questionáveis—.

Já a diretora Comercial da SulAmérica, Solange Zaquem, contou que nunca se preocupou em "dividir espaço com os homens". — Eu pensava sobre o quanto estava preparada para exercer os cargos que me eram concedidos. Foi uma escolha minha— explicou.

A Head of Specialty LAC da Marsh McLennan, Paula Lopes, ressaltou a importância da paridade entre os gêneros no setor. —As lideranças precisam dividir suas experiências, se comprometerem com a igualdade salarial entre homens e mulheres e investir mais em projetos de coaching e autoconhecimento — ressaltou ela. No final, a risk manager — Especialista de Seguros da Samarco, Roberta Nascimento, resumiu o sentimento de todas: —Almejo que, um dia, falar sobre a presença das mulheres na liderança do setor seja tratado com mais naturalidade. Mais inclusivo e com menos 'pé atrás'—.

Participe - Com mais de 20 horas de transmissão, totalmente online e gratuita e 70 palestrantes e convidados, vários deles das maiores seguradoras do país. A partir das 9 horas do dia 15 de setembro (quarta-feira), até às 19 horas de quinta (16), o Connection 2021 junta, no mesmo espaço virtual, corretores, executivos, empreendedores entre outros players do mercado de seguros de todo o Brasil. Vamos buscar juntos analisar o futuro do setor pós-pandemia.

. A transmissão: https://www.youtube.com/c/ClubedosCorretoresdeSegurosdoRiodeJaneiro/live

. Programação completa — O Connection 2021, totalmente online e gratuito, acontece nos dias 15 e 16 de setembro. As inscrições já estão abertas no site: https://connection.ccsrj.com.br

Com o lema “Conexão – Evolução – Negócios”, o Connection 2021 tem como principal objetivo desta edição conectar corretores de seguros de todo o país, para que eles aproveitem oportunidades entre si e com os diferentes players do mercado de seguros.

Patrocinadores — Unimed-Rio, Capemisa Seguradora, Bradesco Seguros, Allianz, MAG Seguros, SulAmérica, Benevix, BrasilPrev, HDI Seguros, Junto Seguros, Liberty Seguros, Rede Lojacorr, Mapfre, Moltrio, Porto Seguro, Prudential, Resolvida – Solução Digital em Seguros, Segfy, Seguros Unimed, Sicoob Coopvale e Tokio Marine. Apoio Institucional: ABGR, ANM, Sou Segura, AConseg-RJ. Mídia especializada: Revista Apólice, Blog do Corretor, Revista Cobertura, CQCS, Diário Comercial, Revista/Portal e TV Fator Brasil, Revista InsuranceCorp, Jornal Nacional de Seguros – JNS, JRS, Monitor Mercantil, Editora Roncarati, Agência Segnews, Revista Segurador Brasil, Revista Seguro Total, Seguros.inf., Blog Sonho Seguro, Panorama Seguro

O CCS-RJ — Fundado em 1980, o Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro busca estimular encontros e debates para o desenvolvimento do setor e da categoria. A entidade promove a articulação estratégica e contínua com todos os integrantes do sistema nacional de seguros privados. | http://ccsrj.com.br

A Educa Seguros — Fundada em 2016, no Rio de Janeiro, é uma agência de marketing digital e criação de conteúdo especializada em seguros. Atende a corretoras, seguradoras e instituições do setor em todo o país.| www.educaseguros.com.br | Vania Absalão/VTN

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira