Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/07/2021 - 09:12

O RH se tornou o coração estratégico das empresas


A área de RH está em uma posição única para impactar os indicadores-chave de performance, incluindo a cultura da empresa e o engajamento dos funcionários. Quando o departamento de RH opera de forma isolada - e seus programas estão desconectados e desalinhados com os objetivos estratégicos da empresa - é uma oportunidade perdida tanto para o RH quanto para a empresa.

O papel do RH como parceiro estratégico é desenvolver e direcionar as atividades do RH de forma a apoiar e conduzir os objetivos gerais da organização. Em outras palavras, um parceiro estratégico de RH preenche a lacuna entre a execução do trabalho da equipe de RH e a missão do alto escalão da empresa. Para fazer isso o RH deve se certificar de que as políticas, os procedimentos e a governança de RH estejam alinhados com o quadro geral. Mas fica a pergunta, como o RH pode ajudar a criar uma cultura envolvente e de alto desempenho que impulsiona todo o negócio? Como acompanhar as mudanças tecnológicas sem perder o controle das rotinas?

Uma cultura de alta performance leva a uma experiência sólida do cliente, que, por sua vez, gera bons resultados financeiros. Fazer com que as pessoas trabalhem juntas de formas altamente colaborativa baseada em equipes irá movimentar seus negócios com mais rapidez. O RH deve se certificar de que suas atividades reforcem nos funcionários a ideia de que elas estão em um dos melhores lugares para se trabalhar e que a organização é um verdadeiro destino para desenvolver e utilizar seus talentos.

Vivemos um momento crucial para nós, na profissão de RH, onde podemos melhorar nosso jogo e buscar olhar para o negócio através dos olhos do CEO e da empresa. É necessário ganhar confiança; tornar-se disciplinado com as demandas de talentos; compreender a cultura e como construí-la; e, todos os dias, comprometer-se a ajudar a empresa a ter um melhor desempenho. Quero destacar aqui duas frentes que viabilizam essa atuação do RH de forma estratégica em meio a velocidade das mudanças nas organizações: a transformação digital no RH e a ferramenta People Analytics.

A tecnologia está evoluindo em um ritmo muito rápido em todas as esferas da vida, as implicações dessas mudanças aceleradas afetam pessoas e organizações. O ambiente de trabalho passou por grandes mudanças e uma pandemia global inesperada como a Covid-19, transformou a nova norma de um local de trabalho mais digital numa realidade inevitável em vez de uma escolha. Vemos todos os dias nas organizações como a geração dos Millenials se sai muito melhor contra as adversidades, enquanto a geração Z luta para se adaptar. Os locais de trabalho não podem mais se dar ao luxo de depender de tecnologias arcaicas e simples enquanto conduzem a maior parte do trabalho em seu formato padrão, agora passa a ser uma obrigação transformar digitalmente o local de trabalho e abraçar a era digital para se manter competitivo dentro do mercado que é tão concorrido.

A maioria das empresas necessita planejar a implementação de novas tecnologias, as principais áreas de foco são arquivos em nuvem, tecnologias de colaboração, e a digitalização de processos, ativos e conteúdo. A tecnologia de RH é cada vez mais importante para melhorar a eficiência e eficácia das operações de negócios e aprimorar a experiência do funcionário. O grande desafio em 2021 é colocar em prática a infraestrutura digital, o modelo de prestação de serviço digital de RH para que isso possa ser feito de forma sustentável e eficaz.

Outra questão importante é melhorar os recursos analíticos, de modelagem e os relatórios de RH. Na maioria das organizações, o RH não desenvolve as habilidades, ferramentas, tecnologia e infraestrutura necessárias para coletar e analisar dados de funcionários de forma a melhorar as decisões de negócios e a força de trabalho. A coleta e análise de dados exige funcionários qualificados que possam extrair significado, criticar e interpretar quais partes dos dados são relevantes para um colega de trabalho que está tentando tomar uma decisão estratégica.

Dentro desta perspectiva de análise de dados, nos deparamos com a definição de People Analytics, que pode ser entendida como a análise de pessoas e a coleta de dados com consequente aplicação de dados dos funcionários para desenvolver os talentos internos e os resultados de negócios. A análise de pessoas permite que os líderes de RH desenvolvam percepções baseadas em dados para informar as decisões dos talentos, melhorar os processos dos times e promover uma experiência positiva aos funcionários. Quer seja como melhoramos a retenção, como reduzimos o turnover ou como identificamos e otimizamos processos, os dados geralmente destacam um problema e podem ajudar a informar as soluções.

O RH sempre foi visto como uma área de atendimento que utilizava muito a subjetividade, em detrimento de dados e ferramentas analíticas. Mas percebemos que a velocidade das mudanças e a necessidade da transformação digital exige um olhar e o uso de ferramentas cada vez mais estratégicas para otimizar os resultados das organizações.

. Por: Juliana Rebelo, Consultora em Soluções de RH na Conexão Talento, Psicóloga, Administradora e com MBA em Gestão de Recursos Humanos. Experiência Internacional por três anos como estudante de graduação. Profissional com experiência generalista em Recursos Humanos, 12 anos de experiência em empresas multinacionais. Sólida Experiência como Business Partner, com foco de atuação em programas de Performance, Carreira e Sucessão, Treinamento, Desenvolvimento e Cargos e Salários.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira