Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

10/07/2021 - 06:43

Governo do estado do Rio de Janeiro vai criar autoridade marítima fluminense


Em encontro com Cláudio Castro, integrantes do Cluster Tecnológico Naval destacam que o órgão articulará ações de fomento da ‘economia do mar’.

Para debater ações de desenvolvimento socioeconômico do litoral fluminense, integrantes do Cluster Tecnológico Naval do estado do Rio reuniram-se com o governador Cláudio Castro, no Palácio Guanabara nesta semana. O grupo sugeriu a criação da “autoridade marítima”, no âmbito do governo, com a missão de articular ações para fomentar a chamada “economia do mar”. O governador deu 15 dias para o Cluster formatar a ideia em conjunto com a secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico e apresentar as propostas de ação do novo órgão.

O Cluster, ligado à Firjan, existe desde 2019 e é formado pelas estatais federais Emgepron, Nuclep e Amazul, além da Condor Tecnologias não Letais, única empresa privada do grupo. Na reunião, foi apresentado o plano de ação elaborado pelo Cluster para fomentar a chamada matriz insumo-produto do setor, que vai da construção de navios e plataformas de petróleo até o turismo marítimo, passando por temas como a da compra de conteúdo nacional e a pesca artesanal.

— As ações já estão mapeadas. O que falta hoje é uma coordenação e articulação com todos os atores envolvidos, governos federal, estadual e municipais, empresas e Assembleia Legislativa (Alerj), para fazer esse barco entrar no prumo — afirmou o presidente da Engepron, almirante Edesio Teixeira.

Ele lembrou que a falta de articulação política impediu o Rio de disputar a concorrência para a construção das quatro novas corvetas da Marinha, vencida em 2019 por um consórcio que se instalou no Porto de Itajaí, em Santa Catarina. O empreendimento está gerando seis mil empregos no estado do Sul.

O governador fluminense disse que, desde a campanha de 2018, fala da importância da indústria naval e da economia do mar para o estado. — Como se diz na igreja, vocês estão pregando para um convertido. Me deem a missão que eu cumpro — disse Cláudio Castro.

Além do governador e do almirante Edesio, participaram da reunião o ex-comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa, o segundo vice-presidente da Firjan e o presidente da Condor, Carlos Erane Aguiar, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah, e a deputada estadual Célia Jordão (Patriota), presidente da Comissão Especial de Indústria Naval da Alerj.

— Precisamos retomar a força da indústria naval dentro de um planejamento estratégico com o apoio dos governos federal e estadual e da Marinha do Brasil — ressaltou Célia Jordão. Ela contou que, como presidente da comissão no parlamento estadual do Rio, já manteve reuniões com Petrobras, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Firjan, Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), secretaria de estadual de Desenvolvimento Econômico, conselho diretor do Fundo de Marinha Mercante, senadores, universidades, trabalhadores do setor, Engeprom e Cluster Tecnológico Naval para ouvir e buscar um caminho integrado de desenvolvimento.

— Agradeço ao governador Cláudio Castro que abriu essa oportunidade de diálogo para que possamos avançar ainda mais com os trabalhos na direção do desenvolvimento e da geração de emprego e renda para a população — reforçou a deputada.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira