Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/03/2021 - 07:32

Dispositivos móveis corporativos: o primeiro passo para a automação das empresas

De empresas de grande porte a negócios menores em expansão, tomadores de decisão enfrentam novos desafios na gestão de sua cadeia de suprimentos diariamente. A necessidade de uma maior rapidez coloca uma pressão considerável sobre os trabalhadores da linha de frente.

No caminho para vencer esses desafios estão soluções inovadoras, como inteligência artificial, analítica preditiva e robótica, que já estão fazendo a diferença no exterior e começam a conquistar empresas pioneiras brasileiras também. No entanto, é possível começar a transformação tecnológica de uma empresa de maneira muito mais simples e acessível.

O uso de dispositivos móveis corporativos, por exemplo, já traz grande impacto na produtividade e na eficiência operacional. À primeira vista, eles se parecem muito com smartphones pessoais, contando até mesmo com estruturas e interfaces parecidas, já que o sistema operacional Android também é comum nos aparelhos empresariais.

No entanto, basta um olhar um pouco mais atento para notarmos que estamos falando de tecnologias completamente diferentes. Os smartphones corporativos têm recursos pensados ??e projetados especialmente para o trabalho: desde aplicativos e softwares que facilitam o gerenciamento de equipamentos, o controle e conectividade da força de trabalho e a visibilidade de tudo o que acontece na operação, até uma carcaça resistente a todos os tipos de ambientes.

O ciclo de vida dos dispositivos móveis empresariais é muito mais comprido do que o dos convencionais, podendo chegar a cinco anos. A necessidade mais frequente de troca e atualização dos equipamentos de uso pessoal impactam diretamente os custos de uma empresa que tenha optado por eles ao invés do device corporativo.

Além disso, os aparelhos voltados para operações possuem leitor de scanner integrado, o que permite a captura de códigos de identificação a uma velocidade de aproximadamente 0,1 segundos. Em comparação, um smartphone de uso pessoal leva aproximadamente três segundos para escanear um código com sua câmera. Dessa maneira, fica claro como os dispositivos comerciais aceleram os processos produtivos.

Eles ainda podem ser aprimorados com acessórios e equipamentos que proporcionam ainda maior eficiência, produtividade e ergonomia ao usuário. São itens como braçadeiras, pistolas com gatilhos ou carregadores para múltiplos devices.

Contando com esses aparelhos, as indústrias podem se tornar verdadeiras "Fábricas Inteligentes", oferecendo aos trabalhadores informações em tempo real. O acesso a esses dados significa uma tomada de decisão mais concreta, significa responder rapidamente às mudanças de mercado ou de demanda, significa manter uma maior conexão entre funcionários e clientes, melhorando a qualidade do serviço prestado como um todo.

Ao eliminar processos baseados em lápis e papel, centros de distribuição e armazéns passam a ter maior confiabilidade de estoque, podem gerar comunicação entre os trabalhadores e automatizar a classificação das mercadorias.

Já na etapa do transporte, a otimização do tempo e a gestão eficiente das rotas alcançadas pelos dispositivos empresariais, podem trazer benefícios inestimáveis para a marca. No final do dia, estamos falando de entregas mais rápidas e da possibilidade de monitoramento em tempo real dos pedidos pelo cliente, abrandando a ansiedade da espera.

Por fim, com esses dispositivos, o setor de varejo pode oferecer uma experiência inigualável no ponto de venda. Além do aumento da produtividade, que permite que os vendedores dediquem mais tempo aos clientes e não a tarefas repetitivas, os aparelhos também garantem acesso a um banco de informações completo e atualizado, colocando fim a idas e vindas até o estoque para saber se determinado produto está disponível ou não.

Vale lembrar que negócios de todos os setores se beneficiam da robustez dos dispositivos, que garantem a continuidade dos processos, sem riscos de baterias insuficiente ou de aparelhos quebrados. Assim, é essencial identificar as diferenças entre um dispositivo móvel voltado para os negócios e um de uso pessoal. Afinal, o aparelho certo pode significar vendas mais altas, custos mais baixos, funcionários mais engajados e clientes altamente satisfeitos.

. Por: Levi Lima, engenheiro de vendas para o Brasil, Zebra Technologies.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira