Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/09/2020 - 08:44

Celulares 5G baratos chegam ao mercado

Apesar da crise no mercado mundial de celulares, que deve fechar 2020 com queda de 10,7% nas vendas, a comercialização de smartphones 5G deve registrar aumento, fechando o ano com 278 milhões de aparelhos vendidos, dos quais 60% na China. Em 2021, as vendas de smartphones de todos os tipos deverão crescer aproximadamente 10%, atingindo 1,3 bilhão de unidades.

A principal razão das boas vendas dos smartphones compatíveis com 5G está no surgimento de aparelhos baratos. O lançamento pela chinesa Realme de seu V3, o primeiro smartphone 5G com preço abaixo de US? 150, tornou-se um marco na história desses aparelhos e deve gerar um efeito cascata em todo o mundo, inclusive na América Latina, onde os fornecedores chineses estão expandindo seus negócios.

As economias de escala permitirão que os chineses lancem smartphones 5G mais baratos em outros países, mesmo que a infraestrutura nesses mercados não esteja completamente pronta. Na China, em 2021, quase 60% das vendas de smartphones 5G será de dispositivos com preço abaixo de US? 400. Quanto à rede, nos próximos meses 83% da China terá cobertura 5G.

Na Europa, smartphones 5G relativamente baratos também estão disponíveis, como o Motorola G 5G Plus e o Xiaomi Mi 10 Lite 5G. O mercado europeu, porém, tem uma característica especial: como nos Estados Unidos, há uma grande base de consumidores Apple e estes esperam um iPhone 5G - o nível de renda na região pode explicar esse cenário.

Há um ponto de interrogação no cenário europeu, no qual a Huawei também é uma grande fornecedora: a empresa, ao que parece, sofrerá com limitações na cadeia de suprimentos, em função de sanções americanas, o que pode prejudicar seu potencial de vendas. Se isso acontecer, outras marcas chinesas como Xiaomi, Oppo e TCL estão se posicionando para preencher os espaços vazios eventualmente deixados pela Huawei.

Enquanto isso, aqui no Brasil, seguimos a passos de tartaruga na área e provavelmente perderemos negócios que poderiam ajudar nossa recuperação econômica. É bizarro, mas aqui são vendidos aparelhos 5G sem que tenhamos 5G de verdade.

. Por: Vivaldo José Breternitz, Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira