Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/06/2020 - 08:10

BNDES e Qualcomm Ventures selecionam gestor para fundo de Internet das Coisas

Investimento em startups tem como objetivo desenvolver mercado de IoT no Brasil.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Qualcomm Ventures LLC, braço de investimento da Qualcomm Incorporated, selecionaram a Indicator Capital como gestora de fundo de investimento em participações focado em startups que desenvolvam produtos e serviços para Internet das Coisas (ou IoT, do inglês?Internet of Things).

A expectativa é que o fundo levante R$ 160 milhões para investir no Brasil em empresas em estágio inicial de desenvolvimento, sendo que o BNDES e a Qualcomm Ventures já se comprometeram a aportar até R$ 40 milhões cada. Outros investidores serão convidados a participar e auxiliar na composição do valor total. O objetivo do BNDES e da Qualcomm Ventures com o lançamento do fundo é fomentar o setor de IoT no Brasil.

Segundo Bruno Laskowsky, diretor de Mercado de Capitais e Participações do BNDES, a iniciativa do fundo está completamente alinhada com o propósito do Banco de gerar impacto social, transformando de forma positiva a vida das pessoas e empresas e tornando a economia mais produtiva. Ele destaca ainda a parceria com o setor privado: “A gente acredita que o Fundo de IoT estimula a formação de inovação como um todo e amplia nossa atuação estratégica de fomento ao mercado de capitais, fazendo com que a alocação do recurso público seja potencializada pela atuação em parceria com a iniciativa privada”.

— O fundo, cuja tese tem como base estudos realizados em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação (MCTI), já nasce com um investidor privado de presença internacional, demonstrando o potencial do IoT no Brasil. Esperamos que a Indicator Capital capte outros investidores privados, inclusive no modelo de corporate venture, catalisando um círculo virtuoso de investimento em pequenas companhias de base tecnológica — explica Filipe Borsato, chefe do Departamento de Gestão de Investimentos em Fundos do BNDES.

— Essa iniciativa está alinhada ao nosso objetivo de acelerar o ecossistema da Internet das Coisas no Brasil. Em um momento em que as empresas buscam ganhos de produtividade para aumentar sua competitividade global, o IoT surge como um dos principais pilares da transformação digital e do setor 4.0 — afirma Alexandre Villela, diretor sênior da Qualcomm Technologies, Inc. e diretor executivo da Qualcomm Ventures em América latina. — Estamos muito animados de poder colaborar com a Indicator Capital nesta iniciativa e usar nossa experiência em IoT para promover a inovação e apoiar as empresas emergentes nesse segmento—.

O fundo — O fundo de IoT terá dez anos de duração e espera-se investir em, pelo menos, 14 empresas. Sua política de investimentos irá contemplar companhias que desenvolvam aplicações de hardware, software e análise de dados voltadas prioritariamente para aplicações em áreas estratégicas, tais como manufatura avançada, cidades inteligentes, saúde, e smart agro. O fundo estará alinhado ao Plano Nacional de Internet das Coisas, política pública lançada em junho de 2019 para desenvolver o ecossistema de IoT no Brasil, e à nova regulamentação da Lei de Informática, que permite o investimento por fabricantes de eletrônicos, de recursos incentivados em fundos de venture capital.

IoT —De acordo com a União Internacional das Telecomunicações, Internet das Coisas consiste em uma infraestrutura global que habilita serviços avançados por meio da interconexão entre coisas (físicas e virtuais), com base nas tecnologias de informação e comunicação (TIC). O estudo “Internet das Coisas: Um plano de ação para o Brasil”, realizado em 2018 por um consórcio liderado pela consultora McKinsey, e patrocinado pelo BNDES e pelo MCTI, indicou como prioritários quatro ambientes para o desenvolvimento de IoT no Brasil: cidades inteligentes, saúde, rural e indústria 4.0; o que serviu de base para a definição do foco do atual fundo de IoT. De acordo com o trabalho, o impacto econômico global da massificação das tecnologias loT é estimado em até US$ 11 trilhões, superando os efeitos de outras tecnologias como a robótica avançada, computação em nuvem e mesmo a Internet móvel. No Brasil, é estimado que a Internet das Coisas poderá ter impacto positivo na economia de cerca de US$ 200 bilhões até 2025.

O BNDES — Fundado em 1952 e atualmente vinculado ao Ministério da Economia, o BNDES é o principal instrumento do Governo Federal para promover investimentos de longo prazo na economia brasileira. Suas ações têm foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil. O Banco oferece condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, além de linhas de investimentos sociais, direcionadas para educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano. Em situações de crise, o Banco atua de forma anticíclica e auxilia na formulação das soluções para a retomada do crescimento da economia.

O Qualcomm Ventures — Como grupo de investimento de capital de risco da Qualcomm Incorporated, líder mundial em tecnologias sem fio de próxima geração, a Qualcomm Ventures vem fazendo investimentos estratégicos em empresas de tecnologia que têm o potencial de transformar drasticamente nosso mundo desde 2000. Como investidor global, estamos focados em construir as conexões responsáveis pelo futuro dos dispositivos móveis. | www.qualcommventures.com

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira