Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

07/04/2020 - 09:26

Cuidar da circulação em tempo de isolamento


As pessoas em isolamento social muitas vezes não possuem oportunidade de se exercitar, presas muitas vezes em apartamentos pequenos, passam muitas horas sentadas ou deitadas. Para circular bem o sangue, o corpo precisa de movimento. É preciso que se evite ficar sentado ou deitado por muitas horas, cuidar da alimentação e aumentar a hidratação. Algumas medidas para evitar inchaços, sensação de peso nas pernas e até as temidas tromboses. Independente da idade, todos precisam adotar essas medidas.

Além de evitar muitas horas sentado ou deitado, é preciso que se diminua o sal e o álcool durante as refeições. Tanto o sal como o álcool são substâncias que provocam a retenção de líquidos, que dificulta a circulação sanguínea. Evitar também alimentos industrializados e ultraprocessados. O sódio não é o único vilão nesses produtos. Eles contêm também açúcar e gordura, que prejudicam o bom funcionamento do organismo.

Aumente a hidratação. Beber bastante água faz com que o corpo funcione bem e combate a retenção de líquidos. Para os fumantes, essa é uma ótima oportunidade para se apagar o cigarro. O tabagismo predispõe a formação de placas na parede das artérias, diminuindo o fluxo de sangue.

Tente criar uma rotina de exercícios simples, que podem ser feitos em casa, e que podem aliviar o inchaço e a sensação de peso nas pernas. Deixe as pernas para cima ao menos 30 minutos ao fim do dia. Um bem simples é a movimentação dos pés pra cima e para baixo trabalhando a panturrilha, que auxilia no bombeamento do sangue para o coração.

. Por: Ricardo Brizzi, Angiologista e Cirurgião Vascular., Membro da Sociedade de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro. É um dos Responsáveis pelo setor de cirurgia vascular e endovascular do Hospital Badim, do Hospital Israelita e Hospital Norte D’Or.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira