Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

02/04/2020 - 08:06

Pilz do Brasil lança sistema seguro de radar


Trata-se do Sistema de Radar LBK, que faz o monitoramento seguro da zona de proteção, mesmo em condições operacionais adversas.

A multinacional alemã especializada em segurança de máquinas e automação industrial, Pilz do Brasil, expande seu portfólio na área de sistemas de sensores de segurança com o lançamento do Sistema LBK. Trata-se de sua primeira solução completa e segura para o monitoramento das áreas de proteção com base em tecnologia de radar, com aplicações na indústria em geral (fundição, ponte rolante, guindaste, processamento e produção de materiais, em ambientes com a presença de células robóticas, entre outros), como também no agronegócio e portos, por exemplo.

Por ser uma tecnologia robusta, o LBK é resistente a poeira, água, luz, sujeira, vapores e vibrações, podendo ser usado em ambientes internos e externos, e com raio de alcance de até quatro metros. “O diferencial é que o nosso sistema de monitoramento de frequência é capaz de detectar partículas reflexivas móveis, ou seja, faz a distinção da presença humana em relação à objetos, por exemplo”, afirma Darcy Pereira Falcão, do suporte técnico da Pilz.

Ainda de acordo com Falcão, a solução completa do LBK pode ser integrada junto com o minicontrolador configurável PNOZmulti 2 da Pilz, e com ligação em série de até seis sensores. “Com essa solução, é possível monitorar com segurança aplicações complexas bem como ambientes críticos, inclusive externos. Entre as funções de segurança cobertas pelo sistema está a função de ‘bloqueio contra reinicialização’. Ou seja, evita que a máquina volte a funcionar enquanto ainda houver pessoas na área de perigo”, explica.

Dependendo da aplicação, e conforme o tamanho da área a ser monitorada, é possível definir uma área de proteção mais ampla ou estreita. “A área de proteção ampla conta com ângulos de abertura de 110° na horizontal e 30° na vertical; na área de proteção estreita, os ângulos de abertura são de 50° na horizontal e 15° na vertical”, destaca Falcão, ressaltando que a área máxima que pode ser monitorada é de 15 x 4 m, com tempo de reação máximo de 100 m e atinge até SIL 2, PL d, categoria 2.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: