Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

07/11/2019 - 08:02

IRB atinge lucro líquido de R$392,5 milhões

Um crescimento de 29% na comparação com o terceiro trimestre do ano anterior e no acumulado do ano foi de R$1,1 bilhão, uma alta de 34% sobre o mesmo intervalo de 2018.

O IRB Brasil RE S.A. (B3: IRBR3) – “IRB Brasil”, “IRB” ou “Companhia” divulgou seus resultados do terceiro trimestre de 2019 terceiro trimestre de 2019 e do acumulado dos primeiros nove meses de 2019.

De acordo com mensagem da administração: “O terceiro trimestre de 2019 a Companhia manteve seu foco na captura de oportunidades do mercado de resseguros, priorizando seu diferencial competitivo na oferta de produtos e serviços aos seus clientes. Os resultados obtidos nos últimos ciclos evidenciam a excelência da estratégia com foco na disciplina de subscrição, na eficiência administrativa e na gestão de ativos.

Encerramos o terceiro trimestre de 2019 com R$2,3 bilhões em prêmio emitido, um avanço de 18% na comparação com o mesmo período de 2018. Nos primeiros nove meses de 2019, já atingimos um total de R$6,4 bilhões em prêmio emitido, evolução de 22% sobre idêntico período do ano anterior. Mantivemos nossa eficiência administrativa no terceiro trimestre de 2019, com um índice de despesa administrativa de 3,9% e de 4,4% no acumulado do ano. O lucro líquido no terceiro trimestre de 2019 atingiu R$392,5 milhões, um crescimento de 29% na comparação com o terceiro trimestre do ano anterior e no acumulado do ano foi de R$1,1 bilhão, uma alta de 34% sobre o mesmo intervalo de 2018.

Nosso desempenho foi reconhecido com o primeiro lugar do ranking do Prêmio Broadcast Empresas, que analisou 190 companhias de capital aberto que negociam ações na B3, a bolsa paulista. No mesmo prêmio, fomos Destaque do Novo Mercado, por triplicarmos nosso valor de mercado desde que abrimos o capital em 31 de julho de 2017. Em 30 de setembro, o valor de mercado do IRB Brasil chegou a R$35,2 bilhões, ante R$8,5 bilhões na data da oferta inicial (IPO), o que nos posiciona entre as dez maiores resseguradoras do mundo em valor de mercado.

Nossos papéis têm apresentado um desempenho muito positivo, com valorização de 39% no acumulado dos nove meses de 2019, ante alta de 19% do Ibovespa. Uma decisão importante de nossos acionistas foi a aprovação do desdobramento de ações que passou a vigorar em 26 de setembro, quando cada ação foi desdobrada em três, sem alteração do capital social. Em setembro, atingimos 33 mil acionistas, um aumento significativo em relação aos 17 mil acionistas que possuíamos em nossa base em dezembro de 2018.

Amparados por nosso modelo de negócios e de gestão, trabalhamos para ter um crescimento superior ao do mercado. Atuamos a partir de uma análise de oportunidades de negócios com foco nas necessidades do cliente, com autonomia e flexibilidade para combinar soluções em diferentes linhas de negócio. Como operamos em todas as linhas de resseguro, podemos oferecer suporte completo e personalizado e produtos mais aderentes às necessidades de cada cliente.

Temos dado atenção especial para inovação tecnológica, pois essa é uma exigência de um mundo em acelerada transformação.

Uma ação emblemática é o acordo operacional que firmamos com o banco digital C6, que faz parte da estratégia de nos firmarmos como parceiro de fintechs brasileiras e sul-americanas. Pelo prazo de dez anos, seremos o ressegurador líder dos negócios de seguro prestamista gerados nos canais de distribuição do C6.

Além disso, subscrevemos 8,93% das ações da B3i, plataforma europeia de registro de contratos de seguros e que é uma das principais iniciativas globais de desenvolvimento de novas tecnologias para o setor, incluindo o registro dessas operações por meio de uma plataforma blockchain. Com essa operação, nos posicionamos como a única empresa da América Latina ao lado das principais companhias globais do setor.

Com essas novas tecnologias, buscamos agilizar e melhorar a subscrição, além de investirmos em iniciativas com foco na inovação, como o Insurtech Innovation Program, parceria com a PUC-Rio e Mongeral Aegon, com o objetivo de realizar pesquisas e inovação na área de seguros e resseguros.

Temos como desafios replicar esse modelo de negócios em todos os países em que atuamos, para ganhar participação mais expressiva de mercado e assumirmos a liderança em países da América do Sul”, conclui.

Comentário sobre o desempenho: “Estamos otimistas com as perspectivas para os próximos anos. Já registramos uma melhoria nas operações do setor de óleo e gás e são aguardadas a retomada de grandes obras, as privatizações e a aprovação de marco regulatório para licitações no País, ampliando a garantia para obras públicas e impulsionando a carteira de grandes riscos.

Uma nova oportunidade acabou de ser aberta com a nova norma da Superintendência de Seguros Privados (Susep) que elimina a obrigatoriedade de apólices anuais, abrindo espaço para a oferta de produtos que podem ter duração de meses, dias, horas, minutos ou até mesmo sem prazo definido. Essa flexibilidade deverá criar negócios inovadores para os quais já estamos preparados.

As decisões que tomamos na gestão do IRB Brasil RE têm como prioridade gerar resultados crescentes e de forma sustentável.

Esse é o compromisso que reafirmamos com acionistas e toda a sociedade”, conclui o comentário sobre oo desempenho.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira