Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

17/09/2019 - 09:12

Porque os smartphones intermediários dominam o mercado de celulares inteligentes no Brasil


Com a inclusão de recursos premium, filão cresceu 11,2% e já responde por 70% das vendas no País.

Uma imagem contendo pessoa, homem, interior, parede Descrição gerada automaticamenteNo ano passado vimos a desaceleração no mercado de smartphones, com queda de 4,1% nas vendas mundiais, nada menos que o pior resultado registrado, como mostram os dados da consultoria IDC. No primeiro trimestre de 2019, o mercado de smartphones no Brasil reforçou essa tendência de retração do setor, com queda no volume de vendas de 6,2% em unidades, segundo a consultoria GFK. Mas nem tudo é retração, quando o assunto é smartphones: um filão do mercado celulares inteligentes no País continua forte: o de smartphones intermediários. O filão, que inclui os aparelhos entre R$ 700 à R$1.999 cresceu 11,2% em unidades, no primeiro trimestre do ano, quando comparado com o mesmo período de 2018, de acordo com os números da GFK. Com isso, esse filão abocanhou nada menos que 70% do mercado em volume de vendas!

E por que isso acontece? Isso se deve ao fato de que os consumidores brasileiros, embora ainda sensíveis à questão do preço, já estão maduros para buscar um modelo que equilibre custo e performance. Ou seja, na grande maioria dos casos, eles não preferem os aparelhos mais baratos, ao contrário do que muitos imaginam, por conta das limitações de performance (grande parte já comprou um celular básico e, por conta das limitações que encontrou, busca agora um aparelho com melhores recursos). Porém, não está disposto a gastar valores exorbitantes, como R$ 5 mil ou R$ 6 mil, por um telefone, preços cobrados por alguns modelos considerados premium.

E um outro fator muito importante tem contribuído para concentração cada vez maior das vendas na faixa dos aparelhos considerados intermediários: a chegada a esta faixa de produto de recursos que eram vistos até então apenas em modelos topo de linha. Com isso, é possível desfrutar de funções muito interessantes sem ter que gastar tanto.

É o caso, por exemplo, da inteligência artificial, que já pode ser encontrada em modelos que custam menos de R$ 900. Com essa tecnologia é possível controlar vários recursos do celular apenas com o comando de voz, além de turbinar as fotos com itens como o reconhecimento de objetos para ajustes automáticos de contraste, brilho e nitidez, resultando em fotos melhores sem que o usuário precise aplicar filtros e outras correções manuais, entre outras melhorias.

Outros itens que podemos ressaltar melhorias estão na questão do tamanho de tela (cada vez maiores na faixa intermediária, superando 6 polegadas), capacidade de memória (já é possível encontrar modelos dessa categoria que custam menos de R$ 1.300 e oferecem 128 GB de memória interna), câmeras com maior número de lentes e memória RAM também em alta (com modelos com mais de 6 GB) também no filão dos intermediários.

Isso mostra que a tendência de democratização da tecnologia nos smartphones, com modelos cada vez mais poderosos, por preços acessíveis, é cada vez mais forte. Afinal, todos queremos melhores recursos, mas sem ter que gastar uma fortuna em um celular.

. Por: Samir Vani, Country Manager da MediaTek, empresa fabricante global de processadores para equipamentos como smartphones, tablets, TVs digitais, dispositivos wearable e soluções para carros conectados.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: