Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

06/12/2018 - 09:52

Paredes da 4ª Bienal de Graffiti e Fine Art serão comercializadas


Parceria entre a organização do evento e Artluv garante que o trabalho dos artistas não caia no esquecimento.

Quem passou pelo Memorial da América Latina entre os dias 06 de outubro e 04 de novembro se deparou com uma verdadeira explosão de cores espalhadas pelas paredes do espaço, que foi a casa da 4ª Edição da Bienal de Graffiti e Fine Art. A novidade é que, a partir de dezembro, as imagens exibidas na exposição poderão estar também na casa dos admiradores de arte de rua. A Artluv, art-tech que conecta artistas a clientes com o objetivo de expandir o mercado de arte no Brasil, em parceria com a organização do evento, transformará as paredes em fotos de alta qualidade (Fine Art) para serem vendidas. O objetivo é que o trabalho dos artistas não caia no esquecimento

“Em uma conversa com uma das organizadoras do evento, questionei sobre o que aconteceria com as paredes da exposição após o término da Bienal. Foi aí que eu soube que elas simplesmente seriam pintadas logo após a desmontagem”, conta Wendell Toledo, CEO da Artluv, que construiu um espaço interativo da startup na exposição. “Eu tinha que resolver esse problema de alguma maneira.”

Wendell propôs para a organização e expositores que todos os graffitis fossem fotografados e impressos em alta qualidade, com a devida assinatura do artista, para que eles pudessem comercializar suas obras. “No ecossistema da Artluv, nós contamos com um espaço de marketplace, onde os artistas podem colocar suas obras a venda. Nosso principal objetivo é ajudá-los a viver da própria arte utilizando a nossa infraestrutura de tecnologia, e, apesar de ser parte do cotidiano dos artistas de rua ter suas paredes pintadas de cinza, seria injusto deixar que obras tão boas caíssem no esquecimento”, explica.

As mais de 80 obras expostas nas paredes da Bienal foram registradas no dia do encerramento do evento por Luis Vinhão, fotógrafo que também expõe na Artluv. Após tratadas, cada uma das imagens foi numerada de 1 a 50, para que exista exclusividade e acompanhamento adequado na qualidade de impressão.

Toledo afirma que já houve grande adesão dos artistas. “A ideia de comercializar as paredes da Bienal foi prontamente aceita por toda a organização, que conta com Binho Ribeiro, embaixador do Graffiti no Brasil. Recebemos muitos feedbacks positivos dos artistas, que a partir de dezembro começam a expor suas artes em suas páginas na Artluv”. De acordo com Wendell, a ação foi uma grande quebra de paradigma, e mostra a relevância da plataforma no setor.

Toda a gestão do conteúdo será feita pela Artluv, desde o registro, tratamento da imagem, impressão, até o envio. As peças ainda estão em processo de precificação e passando pelos trâmites burocráticos, como registro, direitos de imagem, contratos com os artistas e com a Bienal. As obras registradas também estarão no 1º Catálogo Anual da plataforma, que contará com uma divisão interna especial para a Bienal de Graffiti.

A Artluv — Lançada em agosto de 2017 por Wendell Toledo, a Artluv é uma art-tech que conecta artistas a clientes com o objetivo de expandir o mercado de arte no Brasil. O site reúne, em um único ecossistema, marketplace, agenda cultural e um portal de notícias, conectando artistas, clientes e amantes de arte. A ideia surgiu de uma necessidade pessoal do fundador de vender um quadro de seu acervo particular. Hoje, a plataforma reúne cerca de 300 artistas, aprovados por uma rigorosa curadoria feita por especialistas do Brasil e dos Estados Unidos, possui uma demanda diária de novos portfólios e realiza cerca de 15 transações por semana.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2018 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira