Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/08/2018 - 09:26

CNC revisa de -1,3% para -0,5% projeção de vendas de serviços em 2018

Apesar da alta de 6,6% no volume de serviços em junho, setor obteve desempenho negativo no terceiro bimestre do ano.

Mesmo com a alta de 6,6% registrada em junho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a baixíssima base comparativa do setor de serviços em maio – quando as receitas tiveram recuo inédito de 5,0% – não deve mascarar a fraqueza da recuperação do segmento, muito menos servir de referência para uma tendência de recuperação que ainda não se pode detectar.

Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), dentre as atividades que compõem o setor produtivo, os serviços seguem como as que ainda apresentam maiores dificuldades em se recuperar da recessão. A expressiva taxa de aumento em junho foi um avanço pontual, decorrente da fraca base comparativa, levando a entidade a reduzir de 1-3% para -0,5% a expectativa quanto ao comportamento do setor em 2018. Contribuem para esse cenário a menor previsibilidade decorrente das indefinições do quadro político e seus reflexos sobre a volatilidade cambial e os investimentos.

“Além do fraco nível geral de atividade econômica interna, a carência de investimentos ainda se coloca como um obstáculo à recuperação das atividades contempladas na PMS, uma vez que a maior parte das receitas geradas tem origem na prestação de serviços entre as empresas”, explica Fabio Bentes, economista-chefe da CNC.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira