Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

28/06/2018 - 07:39

Serviços voltados à terceira idade tendem a crescer

População com mais de 60 anos aumenta 18%; geriatria e gerontologia se destacam no mercado de trabalho.

A população brasileira com mais de 60 anos cresceu 18% desde 2012, superando 30 milhões de idosos, de acordo com pesquisa recente do IBGE – Instituto Brasileiro Geografia e Estatísticas. Os 4,8 milhões de novos idosos em cinco anos têm se tornado cada vez mais representativos no Brasil pela demanda de novos serviços e, consequentemente, pela procura por profissionais especializados neste público.

Uma das áreas de destaque é a assistencial, em que os dois perfis altamente requisitados são o geriatra e o profissional gerontólogo. O médico geriatra é uma espécie de clínico geral especializado na fase idosa e trata doenças ligadas ao envelhecimento. Já o gerontólogo estuda o processo de envelhecimento e traça estratégias para melhorar a qualidade de vida do idoso, podendo atuar em diversas frentes, como psicólogo, fisioterapeuta, enfermeiro e outras atividades do atendimento multidisciplinar, apoio ao familiar, gestão e docência.

Para Priscila Kim, gerente administrativa do Residencial Santa Cruz, moradia para pessoas com mais de 60 anos, o mercado de trabalho para ambas as atividades deve continuar em ascensão, já que para alguns negócios essas especialidades são fundamentais para a qualidade do serviço, caso das Instituições de Longa Permanência para Idosos.

No Residencial Santa Cruz, inaugurado há pouco mais de um ano, dos 45 colaboradores registrados no regime CLT, 62% são da área assistencial, que atuam na enfermagem e fisioterapia, além de outros quatro profissionais especializados: médico geriatra, psicólogo, oficineiro e musicoterapeuta. “Temos 15 residentes e nossa expectativa para 2018 é chegar a 53% de ocupação. Para mantermos a alta qualidade de nossos serviços, faremos a contratação de novos profissionais, principalmente da área da enfermagem”, explica Priscila Kim.

Hoje a área assistencial do Residencial Santa Cruz mantém atendimento do médico geriatra três dias por semana; enfermagem 24 horas, responsável pelo gerenciamento dos medicamentos; cuidadores 24 horas; fisioterapeuta para atividades físicas e nutricionista responsável por seis refeições diárias. O empreendimento também conta uma equipe que atua em atividades como hidroterapia, psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional.

“Importante ressaltar que se trata de um público de cuidados específicos e que, além da especialização e da formação técnica, o profissional precisa ter ou desenvolver outras competências, como comunicação, organização, trabalho em equipe, relacionamento interpessoal, iniciativa, comportamento ético e humanização”, conclui Priscila Kim.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2018 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira