Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL
Busca: OK
CANAIS

12/06/2018 - 09:02

MCB abre exposição ‘Experimentando Le Corbusier — Interpretações contemporâneas do modernismo’

A mostra reúne profissionais que revivem a experiência do pensamento revolucionário de Le Corbusier para além da arquitetura

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, inaugura no dia 16 de junho (sábado), às 14 horas, a exposição ‘Experimentando Le Corbusier – Interpretações contemporâneas do modernismo’.

Com curadoria de Pierre Colnet e Hadrien Lelong, da Cremme – Editora de Mobiliário, via Instituto Cremme, associação que tem como compromisso atuar nas esferas social, educacional e artística por meio da promoção de atividades de fomento à cultura, a mostra permeia o pensamento de Le Corbusier para além do perímetro da arquitetura.

A nova exposição apresenta uma reflexão sobre o modernismo no Brasil e sobre o trabalho do arquiteto franco-suíço. O intuito dos artistas, designers e arquitetos brasileiros convidados para participar da mostra é manter vivo o pensamento moderno e revolucionário de Le Corbusier.

Uma conversa entre o premiado arquiteto paulista Paulo Mendes da Rocha e Catherine Otondo inspira as ilustrações de Alexandre Benoit. Noções como simetria, perspectiva, movimento e composição são abordadas pelas obras dos artistas Carla Chaim, Lucas Simões e Ivan Padovani. Estarão expostas peças da Oficina de Marcenaria elaboradas em parceria com o Instituto Leo, que propôs a releitura do modernismo por meio da concepção de móveis inspirados nas obras de Le Corbusier. Os Irmãos Campana completam o corpo de designers, ocupando o jardim do Museu com a instalação Taquara.

“Nos trabalhos expostos, temos um desafio às várias disciplinas que se entrecruzam nos campos do design e da arquitetura, permeados pela experimentação técnico-artística. Uma oportunidade para observar a diluição de suas fronteiras, cada vez mais tênues, na contramão do mundo das especializações”, comenta Giancarlo Latorraca, diretor técnico do MCB.

Os curadores também convidaram um time de escritórios brasileiros formado por Aleph Zero, AR Arquitetura, Bloco Arquitetos, FGMF, Gabriel Ranieri, Pedro Ribeiro, Estudio Guto Requena, Metro Arquitetos Associados, MNMA Studio, Nitsche Arquitetos, Play Arquitetura, Terra e Tuma e Triptyque Architecture a refletir como hoje repercute o processo modernista no território nacional e dentro do próprio ambiente de trabalho. O artigo do filósofo francês Mickaël Labbé, feito especialmente para a mostra, sustenta o trabalho dos arquitetos na exposição.

Le Corbusier — Charles Edouard Jeanneret-Gris, conhecido mundialmente por Le Corbusier, foi um arquiteto franco-suíço que se tornou uma das figuras mais importantes da arquitetura no século XX. Desenvolveu ampla atividade acadêmica e teórica, além de publicar diversos artigos sobre seus estudos arquitetônicos. Foi grande influenciador na formação da geração modernista de arquitetos brasileiros, principalmente, por prestar, em 1936, consultoria no projeto do Palácio Gustavo Capanema. Le Corbusier faleceu em 1965 e foi enterrado no túmulo que projetou para si mesmo.

MCB — O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda que possui também atividades do serviço educativo, debates, palestras e publicações contextualizando a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas, destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país, realizado desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

A Cremme, editora de móveis franco-brasileira, conta com uma proposta de criar atmosferas. Cosmopolita, traz a simplicidade pelo olhar dos franceses Hadrien Lelong e Pierre Colnet, que coordenam uma rede de designers espalhados mundo afora, enquanto produzem, com exclusividade, todas as peças aqui no Brasil. Além da linha de mobiliário própria, a Cremme atua na criação e no desenvolvimento de peças exclusivas, feitas sob encomenda para projetos corporativos. A associação sem fins lucrativos possui como missão atuar nas esferas social, educacional e artística por meio da promoção de atividades de fomento à cultura.

Experimentando Le Corbusier – Interpretações contemporâneas do modernismo, dia 16 de junho (sábado), às 14 horas, até 12 de agosto de 2018. Museu da Casa Brasileira, Av. Faria Lima, 2705, telefone (11) 3032-3727.

De terça a domingo, das 10h às 18h. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são. isentos | Pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada. Gratuito aos finais de semana e feriados | Acessibilidade no local. Bicicletário com 40 vagas | Estacionamento pago no local | . Visitas orientadas: (11) 3026-3913 | [email protected] | www.mcb.org.br

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2018 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira