Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/05/2018 - 07:03

Um grito de socorro

Muitas vezes vi lágrimas nos olhos daquele rapaz. Uma tensão que não combinava com aquela alma boa. Um grito desesperado parecia ecoar, mudo, de dentro dele. Como o conheço muito bem, conseguia ouvir esse grito, mas ele se junta a milhões de gritos, igualmente mudos, que não querem ser ouvidos pela maioria.

O número de suicídios vem aumentando de forma preocupante. E não estou falando de Brasil, de classes sociais baixas ou pessoas sem oportunidade. Esse triste fenômeno não tem escolhido país, credo ou classe social.

Mas, o que leva o ser humano a tal desespero? A decidir pela interrupção da própria vida? São muitos os fatores: doenças incuráveis, depressão, pressão exagerada dentro do mundo corporativo e fora dele, “necessidade” de mostrar poder e status aos outros, discriminação de todos os tipos, entre outros.

Pessoalmente, penso que a razão fundamental para o suicídio está na dor... Da discriminação, de não atingirmos nossas metas, de ficarmos sozinhos, de não conseguirmos alcançar o sucesso que tanto sonhávamos, de sofrermos dores físicas, de não suportarmos a vida como ela se apresenta, com todos os seus desafios.

E por existirem muitos motivos para o suicídio, quero falar nesse texto sobre um que, para mim, é o mais cruel: a discriminação. E tenho um relato muito especial para fazer. Um relato da importância da ajuda quando alguém está carregando um peso enorme nas costas.

Tenho um grande amigo de apenas 22 anos de idade. É um cara incrível, estudioso, focado, um grande ser humano preocupado com todos. Não consegue fazer mal a um mosquito. Sabe aquele sujeito do bem, que transmite paz no olhar e que tem um sorriso que não cabe no rosto? Assim é meu amigo.

Pois é. Imagine um rapaz como esse, com todas essas qualidades, fazendo faculdade, trabalhando, buscando seu caminho e se sentindo como se estivesse carregando toneladas nas costas. Foi isso que vi em meu amigo nos últimos anos.

Por vezes via lágrimas em seus olhos, uma tensão que não combinava com aquela alma boa. Um grito desesperado parecia ecoar, mudo, de dentro dele. Como o conheço muito bem, conseguia ouvir esse grito, mas sei que ele se junta a milhões de gritos, igualmente mudos, neste planeta.

São pessoas que gritam e não são ouvidas, porque a maioria não gosta de ouvir os gritos da minoria (às vezes nem tão minoria assim). Os ouvidos da maioria parecem estar sujos, entupidos pelo medo do que é diferente, pela angústia de saber que um dia podem ter um amigo gritando dessa forma.

Nos últimos anos cresci muito como ser humano. Posso dizer que cresci muito mais do que imaginara ser possível. Aprendi a ouvir os gritos mudos dessa gente incrível e simplesmente gente como qualquer pessoa que vive, sonha e quer ser feliz.

Não quero mais ouvir este grito mudo. Quero ouvi-lo audível e bem forte ecoando pelos quatro cantos do planeta, para acordar aqueles que pensam viver num mundo linear, onde só o que existe são as suas verdades. E a maior verdade de todas é que a nossa não é absoluta, é simplesmente a nossa verdade.

Quando começarmos a entender que existem várias verdades e que devemos respeitá-las, viveremos num mundo muito melhor, onde a nossa verdade também será respeitada.

Meu querido amigo, amado, doce e ao mesmo tempo guerreiro e forte, é homossexual. E DAÍ? Eu amo esse meu grande amigo do fundo do coração, e tenho um orgulho imenso dele, independente de qualquer coisa!

E você, que vive em sociedade como a maioria dos seres humanos, não julgue, não avalie e nem discrimine alguém pela cor, pela estatura, sé é rico ou pobre, pela orientação sexual, pelas ideias... Até porque, como diz Eckhart Tolle, “Se tivéssemos as dores de alguém, seu passado e seu nível de consciência naquele momento, agiríamos da mesma maneira”.

O suicídio é o auge da dor e nós podemos ser parte do remédio para este mal que, infelizmente, vem aumentando dentro e fora do nosso país.

Pense nisso!

. Por: Marco Cassel, palestrante motivacional, especialista em superação, criação de valor e em tocar o coração das pessoas. | www.marcocassel.com.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: