Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/01/2018 - 07:46

EHLA: Trumpf está pronta para a soldagem por deposição a laser de altíssima velocidade

O novo método EHLA atinge velocidades de soldagem por deposição a laser extremamente altas. Com ele, os sistemas laser Trumpf conseguiram soldar mais de 250 cm² por minuto.

A Trumpf está colocando o novo método EHLA em produção em série (em alemão, a sigla significa soldagem de deposição a laser de extrema velocidade). O método EHLA é significativamente mais rápido do que a soldagem convencional por deposição a laser. "Podemos usar técnicas similares às que utilizamos para a soldagem por deposição a laser, porém com resultados muito mais rápidos", explica Antonio Candel-Ruiz, especialista em métodos de superfície a laser na Trumpf, em Ditzingen. O Fraunhofer Institute for Laser Technology (ILT) desenvolveu e patenteou o EHLA com o principal objetivo de executar processos de revestimento muito rapidamente em componentes rotacionalmente simétricos, com camadas de baixas espessuras.

Testada e aprovada em revestimentos metálicos por muitos anos, o processo de soldagem por deposição a laser proporciona resultados de alta qualidade. Este método torna possível a fabricação de revestimentos isentos de trincas e praticamente sem poros, com ligação metalúrgica ao substrato de uma variedade de materiais. "Para as tarefas de revestimento de grandes áreas, no entanto, os lasers não têm a velocidade necessária", diz Candel-Ruiz. Além disso, a espessura mínima da camada era de cerca de 500 micrómetros; camadas mais finas simplesmente não eram possíveis.

Como o EHLA funciona — A soldagem de deposição a laser convencional acontece da seguinte forma: um laser gera uma poça de solda na superfície de uma peça e funde o pó de metal, adicionado coaxialmente, simultaneamente, para criar a forma necessária. O pó então se funde com a superfície, formando gradualmente um revestimento protetor. No método EHLA, a luz laser atinge o enchimento do pó acima da poça de solda, aquecendo o material quase ao seu ponto de fusão, enquanto ele ainda está a caminho da peça. Consequentemente, as partículas fundem mais rápido sobre a poça de solda. Isso torna possível usar a energia de forma muito mais eficiente. Enquanto o processo convencional de deposição a laser pode revestir apenas 10 a 40 cm²/min, o método EHLA atinge taxas superiores a 250 cm²/min. Além disso, agora são possíveis revestimentos muito mais finos, com espessuras de camadas de 10 a 300 micrómetros. O EHLA também permite um foco de laser muito mais fino, tornando o processo consideravelmente mais eficiente em termos de energia.

A Trumpf encontra o EHLA — A nova óptica de processamento desenvolvida pela Fraunhofer ILT pode ser integrada diretamente nos sistemas atuais da TRUMPF. "Nossos lasers de diodo e nossos lasers de disco são adequados para o EHLA, dependendo do foco do laser necessário", diz Candel-Ruiz. Com o laser de diodo, é possível um foco de cerca de 1mm; com os lasers de disco, um foco tão pequeno quanto cerca de 0,2 mm. Além da fonte do raio laser, outro fator decisivo é que a máquina possui um eixo rotacional que permite altas velocidades.

Dependendo do tamanho do componente, a TRUMPF possui diversas opções de máquinas lasercandidatas ao EHLA. A TruLaser Cell 3000 é adequada para componentes pequenos e médios, enquanto as máquinas da série TruLaser Cell 7000 são indicadas para grandes componentes. Mas os fabricantes podem integrar o método EHLA em seus sistemas existentes. O pacote de tecnologia DepositionLine da TRUMPF também pode ser equipado com os novos bicos de alimentação de pó desenvolvidos pela Fraunhofer ILT.

O novo método EHLA permite taxas de processamento extremamente elevadas de mais de 250 centímetros quadrados por minuto.

Dependendo da aplicação, máquinas de cinco eixos e três eixos - e mesmo sistemas baseados em robôs - podem ser equipados com tecnologia LMD. | www.trumpf.com

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira