Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

29/06/2017 - 07:19

Gilberto Alvarez — “Certificação do Ensino Médio pelo Encceja é retrocesso”

Professor Gilberto Alvarez, presidente da Fundação PoliSaber e diretor executivo do Cursinho da Poli

Especialista em educação analisa mudança

“A Educação de Jovens e Adultos tem um histórico de desvalorização que muitas vezes repercutiu na própria percepção que jovens e adultos com escolarização tardia têm a respeito desse direito fundamental. Não se sentem participantes da estrutura educacional regular, tampouco se sentem reconhecidos.

O recente esvaziamento das políticas para a educação de jovens e adultos revelou a permanência de uma visão educacional que considera esse público mais em termos assistenciais do que educacionais.

Um exemplo complexo disso pode ser reconhecido na decisão do MEC que anunciou uma substituição na prova de certificação para Educação de Jovens e Adultos. A certificação aos estudantes do EJA esteve vinculada ao Enem entre 2009 e 2016, reconhecida como parte das demandas educacionais relacionadas ao ensino médio, sem diminuições relacionadas à sua especificidade.

Porém, essa certificação agora voltou a ser obtida por meio da prova especifica do Encceja (Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos), com a justificativa de que o Enem exige de um jovem ou de adulto mais do que seria necessário para aqueles que só querem ter uma certificação no Ensino Médio.

A volta da certificação para o Encceja promove um deslocamento para uma área fortemente desvalorizada pelas políticas educacionais em andamento. A educação de jovens e adultos sai diminuída e não fortalecida nesse processo. Além disso, trata-se de uma grande contradição, pois os mesmos atores que esvaziam a educação de jovens e adultos indicam uma instância própria a esse universo para processar a certificação específica. “

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira