Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

Governador Sérgio Cabral e presidente da Petrobras inauguram plataforma na Bacia de Campos


O governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli de Azevedo, participaram da coleta do primeiro óleo do navio-plataforma “ Cidade do Rio de Janeiro” , no campo de Espadarte, na Bacia de Campos, dia 9 de janeiro. A cerimônia marcou o início da produção e a inauguração da unidade, que tem capacidade para produzir até 100 mil barris de petróleo e 2,5 milhões de metros cúbicos de gás por dia.

Após visitar o navio-plataforma, o governador Sérgio Cabral comemorou o investimento. "O estado do Rio de Janeiro se sente, mais uma vez, feliz por essa parceria, por ter a Petrobras investindo no nosso estado, trazendo riquezas para o nosso estado", afirmou.

O presidente Gabrielli destacou a importância da entrada em produção da nova unidade. "Para o campo de Espadarte, é uma possibilidade muito grande de aumentar a sua produção. Para a Bacia de Campos, é uma primeira nova plataforma de produção este ano e para o país esta é a primeira de mais três novas plataformas de que nós vamos iniciar a produção aqui no Rio de Janeiro. Portanto, é um momento de festa", ressaltou.

O “ Cidade do Rio de Janeiro” é um navio-plataforma do tipo FPSO (sistema flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo) com 320 metros de comprimento, 54 metros de boca e 30 metros de altura, o que corresponde a um edifício de 10 andares. Instalada em profundidade de água de 1.350 metros, a nova plataforma pode estocar 1,6 milhão de barris de petróleo.

FPSO “ Cidade do Rio de Janeiro” produzirá até 100.000 barris por dia de óleo na Bacia de Campos - O navio-plataforma “ Cidade do Rio de Janeiro” iniciou sua operação no dia 9, no campo de Espadarte, Bacia de Campos, Rio de Janeiro, com capacidade para produzir, diariamente, até 100 mil barris de petróleo e 2,5 milhões de metros cúbicos de gás. Instalada em profundidade de água de 1.350 metros, a nova plataforma pode estocar 1,6 milhão de barris de petróleo.

O início da operação, também chamado de “primeiro óleo”, foi comemorado em uma cerimônia que contou com a presença do governador do estado do Rio de Janeiro, Sergio Cabral Filho, e do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo.

O “ Cidade do Rio de Janeiro” é um navio-plataforma do tipo FPSO (sistema flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo) com 320 metros de comprimento, 54 metros de boca e 30 metros de altura, o que corresponde a um edifício de 10 andares. A previsão é que a nova unidade atinja a sua capacidade máxima de produção em 2007. A plena carga, a plataforma estará ligada a nove poços submarinos, dos quais cinco produtores de petróleo e gás natural e quatro injetores de água.

O FPSO possui várias inovações tecnológicas. Entre elas, um sistema inédito de bombeamento de óleo, desenvolvido pelo Centro de Pesquisa da Petrobras (Cenpes). O sistema de bombeamento centrífugo submerso, ou S-BCSS, ajuda a transferir o óleo produzido no campo para a plataforma. A grande vantagem em relação aos sistemas tradicionais é que fica fora do poço, no leito marinho, o que facilita a manutenção e a troca de bomba.

Essa tecnologia reduzirá custos operacionais, facilitará a intervenção remota nos poços conectados e dispensará o uso de sondas de completação, um dos equipamentos de aluguel mais caros no mercado internacional.

Contratada junto à empresa MODEC International LCC, o FPSO “ Cidade do Rio de Janeiro” dará contribuição importante para a manutenção da auto-suficiência brasileira em petróleo.| Crédito: Divulgação Petrobras

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira