Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

21/06/2016 - 06:38

Prefeitura do Rio inaugura túnel prefeito Marcello Alencar


Maior túnel rodoviário urbano do país faz parte da Via Expressa, que ligará a Avenida Brasil e a Ponte Rio-Niterói ao Aterro do Flamengo.

A Prefeitura do Rio inaugurou no dia 19 de junho(domingo), o Túnel Prefeito Marcello Alencar, parte da Via Expressa — uma das principais obras viárias do Porto Maravilha, que absorverá o tráfego de veículos do antigo Elevado da Perimetral. Com a inauguração do túnel e da Via Expressa, com extensão de 6,8km, os cariocas voltam a ter uma ligação viária entre a Avenida Brasil, Ponte Rio-Niterói e Aterro do Flamengo. Este é o maior túnel rodoviário urbano do País, composto por duas galerias - Continente (sentido Aterro do Flamengo) e Mar (sentido Avenida Brasil) e com três faixas de rolamento por sentido.

Sem semáforos e saídas intermediárias, o Túnel Prefeito Marcello Alencar será o meio mais eficaz para cruzar a Região Portuária e o Centro. A galeria Continente, com 3.370 metros, tem capacidade para receber até 55 mil veículos por dia e será a primeira aberta ao tráfego a partir deste domingo. A galeria Mar, com 3.382 metros, começará a funcionar em julho e, a partir da operação, elevará a capacidade para 110 mil veículos por dia.

O túnel integra o conjunto de mudanças estruturantes promovido pela Prefeitura do Rio na construção de um novo modelo de mobilidade urbana. Na região do Porto Maravilha, as vias Binário do Porto (inaugurada em novembro de 2013) e Expressa substituem o conjunto Avenida Rodrigues Alves e Elevado da Perimetral com ganho de capacidade. As alterações redefinem o sistema viário, criam áreas para pedestres e ciclistas, como a Orla da Guanabara Prefeito Luiz Paulo Conde, e introduzem meios de transporte como o BRT Transbrasil, que entrará em operação em 2017, e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), com a primeira etapa Rodoviária-Aeroporto inaugurada no dia 5 de junho.

De acordo com projeções da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio), a Via Expressa vai desafogar o fluxo de veículos nos túneis Santa Bárbara e Rebouças, com redução de tráfego estimada em 30% e 20%, respectivamente, no horário de pico da manhã. No Santa Bárbara, sentido Zona Sul, a queda projetada aponta diminuição de 800 veículos de um total de 3.400 no horário de pico da manhã. Enquanto no Rebouças, no sentido Zona Sul, no mesmo horário, haverá uma redução de 700 veículos do total de 4.200. No pico da tarde, projeções indicam que o número de carros no Rebouças deverá cair 750 do total de 4.500 veículos, menos 15%. No Santa Bárbara, a estimativa de diminuição é de 25%, 800 do total de 3.500 carros.

Construído e operado pela Concessionária Porto Novo, contratada pela prefeitura para executar as obras e prestar serviços públicos nos 5 milhões de metros quadrados da Área de Especial Interesse Urbanístico da Região do Porto do Rio de Janeiro, o túnel segue normas internacionais de segurança. O túnel tem duas baias de refúgio em cada sentido e nove portas de emergência entre as galerias com distância aproximada de 300 metros entre elas. Duas delas serão voltadas também ao acesso de veículos em atendimentos de emergências. A operação de cada galeria dispõe de oito conjuntos balizadores de faixa (equipamento conhecido como seta-xis) que indicam a condição de tráfego de cada faixa, 186 caixas de som para megafonia, 46 telefones de emergência (call box), seis Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs) e 22 jato-ventiladores divididos em 11 pares 100% reversíveis. Sensores de gases CO e CO², detecção de calor e opacímetros também fazem parte dos equipamentos da via que tem ainda 1.430 luminárias monitoradas por meio de telegestão. O túnel fica a 43 metros abaixo do nível do mar.

Monitoramento —Das 105 câmeras instaladas, 51 são utilizadas exclusivamente na galeria Continente. As imagens são monitoradas pelo Centro de Controle de Operações (CCO) da Concessionária Porto Novo, que funciona 24 horas por dia nos sete dias da semana e é ligado ao Centro de Operações Rio (COR) da prefeitura. Um operador do CCO, um supervisor de pronto atendimento, quatro operadores com motocicletas, dois operadores com picapes, um guincho multi plataforma-pesado e um sistema de rádio com frequência exclusiva fazem parte da operação do novo túnel, que tem diferentes limites de velocidade em seu interior: 40 Km/h (em curva), 60 Km/h (depois das curvas) e 80 Km/h (em linha reta). O acesso ao túnel é proibido a caminhões, pedestres, skatistas e ciclistas.

Combate a incêndio —O túnel contém 106 hidrantes com saída dupla, cada uma com 30 metros de mangueira. Duzentos e doze extintores de incêndio distribuídos no interior do túnel podem ser acessados a cada 30 metros. Dois reservatórios de água com 30 mil litros cada têm capacidade equivalente a 12 caminhões pipa (de 5 mil litros) e são responsáveis por abastecer a rede exclusiva de combate a incêndio.

Drenagem —O sistema de drenagem tem cisterna com capacidade útil para armazenar 390 mil litros de água, o que corresponde a 78 caminhões pipa (de 5 mil litros). É composto por quatro bombas, cada uma com capacidade de retirar 100 m³ de água por hora, o que corresponde a 20 caminhões pipa (de 5 mil litros) por hora em cada bomba.

Horário de funcionamento —O Túnel Prefeito Marcello Alencar ficará fechado ao tráfego diariamente das 22h às 4h. Nesse horário, motoristas em direção ao Centro deverão seguir pelas avenidas Francisco Bicalho e Presidente Vargas. Para acessar a Zona Sul, recomenda-se duas opções: seguir pela Avenida Presidente Vargas até o Viaduto 31 de Março e Túnel Santa Bárbara ou Elevado Paulo de Frontin e Túnel Rebouças.

Salas técnicas de apoio Duas salas técnicas de apoio guardam o sistema de geradores, automação e subestações. Equipamentos são integrados ao CCO.

—Esse túnel é fruto de muita reflexão sobre a cidade, um sonho de muitos prefeitos. E, para nós, é uma honra poder homenagear um governante que pegou esta cidade em uma situação difícil, como prefeito, e realizou uma gestão transformadora. Marcello Alencar amava o Rio de Janeiro e o seu povo, que andava pelo subúrbio, região da cidade que prestigiava. Um convívio que me fez aprender muito a valorizar aqueles que mais precisam. Agradeço muito à população, que soube compreender a importância desse reencontro do Rio com a sua história e as transformações que estão acontecendo. Estamos falando do maior túnel urbano do país, uma obra erguida sem nenhum recurso público — falou o prefeito Eduardo Paes.  

A inauguração do túnel foi acompanhada com emoção por familiares de Marcello Alencar, como D. Célia, viúva do ex-prefeito, e o filho Marco Aurélio, além de netos e bisnetos do homenageado. 

—A família está extremamente sensibilizada com esta homenagem em uma das intervenções urbanas mais importantes do Rio. Só posso agradecer, em nome de minha família, e dizer que o Porto Maravilha é um projeto que demonstra uma enorme capacidade de articulação e realização da atual gestão municipal — disse Marco Aurélio.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: