Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

09/06/2016 - 09:31

Sidney Cohen — Compartilhar para crescer!!


Sidney Cohen é palestrante, diretor da Bit Partner Consultoria Empresarial: www.bitpartner.com.br, e diretor do PME News – Informativo eletrônico para Pequenas e Médias Empresas: www.pmenews.com.br

Momentos de crise estimulam a inovação. Como aconteceu em 2009, da necessidade, nasceram duas ideias brilhantes, que se transformaram em negócios bilionários, o Airbnb e o Uber. Em ambos os casos, as pessoas compartilharam suas moradias e carros para atender uma demanda alternativa, e hoje, se tornaram a primeira opção, para muitas pessoas.

A Economia Compartilhada é um modelo de negócio que divide o uso ou a compra de produtos e serviços, estimulando o consumo colaborativo. E vem crescendo rapidamente, estima-se que 6,5 bilhões de dólares serão gerados e movimentados até 2020. Seguem alguns exemplos:

Coworking — O coworking veio suprir o isolamento de profissionais que trabalham em home office, estreitando ainda mais, o relacionamento de negócios entre demais empresas e pessoas que compartilham o mesmo ambiente. Esse atalho, pegou carona, no modelo de escritórios virtuais, dos quais, compartilhavam salas em um ambiente único, no coworking, empresas dividem a mesma mesa de trabalho e os negócios avançam em escala exponencial.

Market Place — A internet é o motor que faz a economia compartilhada funcionar. Imagine um shopping online dentro de um único site? O Market Place proporciona exatamente isso. As empresas realizem o comercio on-line, dentro de um site, sem arcar com custos de um e-commerce. Mercado Livre, Alibaba e Amazon são alguns exemplos.

Serviços de Streaming — O Netflix é um ótimo exemplo de serviço de streaming. Através do sistema de assinatura, as pessoas podem assistir filmes via internet, a qualquer hora, pela TV, notebook, videogames, smartphones, ou demais plataformas.

Bike Sharing —O Bike Sharing é um programa de transporte que disponibilizam bicicletas e tem a proposta de ajudar as cidades que aderiram ao programa, a exemplo do Rio de Janeiro, São Paulo, Paris, Londres e Nova York, a reduzir os congestionamentos e melhorar a qualidade do ar e a saúde das pessoas.

Pense Nisso: “Dividir primeiro, para multiplicar depois”.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira